[Resenha] O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares – Srta Peregrine livro 1 – Ransom Riggs




| Autor: Ransom Riggs | Editora: Leya | Páginas: 335 | ISBN: 9788580442670 | Skoob | Comprar |
Tudo está à espera para ser descoberto em O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, um romance inesquecível que mistura ficção e fotografia em uma experiência de leitura emocionante. Nossa história começa com uma horrível tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo, por mais impossível que pareça, ainda podem estar vivas. Uma fantasia arrepiante, ilustrada com assombrosas fotografias de época, O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares vai deliciar adultos, adolescentes e qualquer um que goste de aventuras sombrias. Skoob
Esse é o tipo de livro que você vai querer ter a todo custo em sua estante, devido ao capricho em sua apresentação. A capa por si só já mete medo. Com uma foto de crianças onde os rostos são propositalmente danificados para que não saibamos muita coisa sobre elas. Marcas de pequenas mãos aumenta o ar sombrio da capa. Ou seja, é linda e sinistra.


Em papel amarelado e riquíssima em detalhes, as paginas parecem de um livro antigo. Muitas fotos ilustram os capítulos e tornam a experiência de leitura ainda mais intensa e arrepiante. E o mais interessante é que as fotos são reais, retiradas de álbuns de colecionadores aficionados por imagens de aberrações e personagens circenses. Mas algumas são visivelmente manipuladas para parecerem ainda mais esquisitas. Só não se sabe se essas manipulações foram feitas para o livro, acredito que não, parecem toscas, coisa antiga mesmo.
Na minha infância, vovô Portman era a pessoa mais fascinante que eu conhecia.
Jacob é um garoto normal de 11 anos, porém se relaciona melhor com o seu avô do que com seus pais. Abe, seu avô, sempre contava histórias fantásticas sobre seu passado. Por ser um refugiado de guerra e órfão viveu toda a sua infância e adolescência em um orfanato um tanto estranho com crianças bem peculiares. Mas Jacob nunca acreditou muito nessas histórias até acontecer algo trágico que mudou sua vida.
Toda vez que ele os descrevia, acrescentava algum novo detalhe assustador: fediam como lixo podre; eram invisíveis, exceto por suas sombras; tinham tentáculos retorcidos escondidos na boca que podiam se lançar em um instante e puxar você para dentro de suas mandíbulas poderosas.
Ele parte com seu pai para uma ilha sinistra em busca do passado narrado por seu avô. Descobre coisas arrepiantes e muita coisa legal. Então o livro é assim, uma mistura de fantasia e terror, em doses homeopáticas. Mas como eu sou um tanto medrosa posso dizer que alguns relatos mexeram com meus nervos. O início é tranquilo e bem bucólico, e por volta da metade da narrativa as coisas começam a acontecer de fato.
Um murmúrio circulou entre eles, que se levantaram e foram embora. Seu movimento repentino soltou alguma coisa em mim, e reencontrei minha voz e gritei para que esperassem, mas eles já pisavam as tábuas do assoalho na direção da porta. Saí correndo por cima dos destroços, tropeçando às cegas pela escuridão do porão até a escada, mas quando cheguei lá em cima, onde a luz do dia desaparecida de algum modo havia voltado, eles tinham sumido da casa.
Li alguns comentários criticando o livro pela net. Apesar de respeitar esses pontos de vista já o classifiquei como favorito da minha estante.  Talvez se deva ao fato do capricho do livro, imagens e tudo mais que foi utilizado para encantar o leitor. Certo é que funcionou comigo.


Agora só me resta esperar o lançamento em português da sequência que se chama em inglês Hollow City. Minha vida é esperar...



O Autor
Ransom Riggs cresceu na Flórida, mas agora reside na terra das crianças peculiares, Los Angeles. Formou-se na Escola de Cinema e TV da Universidade do Sul da Califórnia. Realizou alguns curtas-metragens  premiados e nas horas vagas é blogueiro e repórter especializado em viagens. Sua série de ensaios de viagem, Strange Geographies, pode ser lida em mentalfloss.com ou ransomriggs.com este é o seu primeiro romance.

14 comentários

  1. São resenhas como essa que me fazem querer sair correndo desesperado atrás do livro kkkk
    Gostei da resenha Jadia gostei do livro ...ansioso pra começar a ler ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste tanto quanto eu quando começar a ler..
      Obrigada pela vista...

      Excluir
  2. Jadinha, morro de medo de livros assim. Não tenho nem coragem de comprar um livro desses, rs. Só com as fotos que você postou já me assustei. Esse tipo de literatura não é pra mim. Mesmo assim achei legal o trabalho bem feito da editora, um livro cheio de imagens e detalhes legais. É difícil encontrarmos um trabalho assim tão bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe que isso me encantou... e vou te falar q sou medrosa mesmo... afff demais da conta... Mas curti e me diverti com o livro... quando estava lendo e sentia medo lia alto para afastar os pensamentos bobos...
      obrigada pela visita... te espero aqui mais vezes...

      Excluir
  3. Na minha estante está a edição em inglês desse livro e tb do Hollow City e ainda não descobri como vou lê-lo! Mas foi amor a primeira vista, assim como tô louca pelo Asylum... ainda vou me encher de coragem e ler e treinar inglês ao mesmo tempo, portanto deseja-me sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. já te falei para usar o Word Lens... ajuda naquelas palavras q vc não sabe...
      obrigada por me visitar...
      beijos

      Excluir
  4. Na minha estante está a edição em inglês desse livro e tb do Hollow City e ainda não descobri como vou lê-lo! Mas foi amor a primeira vista, assim como tô louca pelo Asylum... ainda vou me encher de coragem e ler e treinar inglês ao mesmo tempo, portanto deseja-me sorte!

    ResponderExcluir
  5. Chega Setembro e não chega Novembro. Com esta resenha, aumentou ainda mais a curiosidade de lê-lo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu fosse vc pularia alguns livros e leria esse logo...é rapidinho de ler...
      Obrigada pela vista... beijos

      Excluir
  6. PARABENS JADIA.
    BOA RESENHA, VC ESCREVE MUITO BEM, UMA FORMA CLARA E AMPLA.
    POREM NÃO É LEITURA PARA MEU PSICOLOGICO. KKK
    NÃO DORMIRIA, ESSAS CRIANÇAS IRIAM ME ATORMENTAR.


    BEIJOS
    CONTINUE EXPRESSANDO SEU DOM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe que nem tive pesadelos com elas?? achei que também não iria dormir... mas foi tranquilo...
      Obrigada por tanto carinho... espero te ver mais por aqui... bjs

      Excluir

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.