[Resenha] Geek Love O Manual do Amor Nerd - Eric Smith




| Autor: Eric Smith | Selo: Gente | Páginas: 208 | ISBN: 9788573129557 Skoob Comprar |

Eric Smith sabe mais do que ninguém que existem prazeres imensos na vida geek. Amigos incríveis, conversas até de madrugada sobre realidades alternativas ou até mesmo o simples prazer de ler aquele lançamento de quadrinhos. No entanto, chega um momento na vida de todo nerd em que o amor bate à porta e daí vem a hora de jogar o xadrez tridimensional que é o mundo dos solteiros. Não se desespere, jovem Padawan! Deixe Smith guiá-lo por esse caminho e descubra que amar é muito mais do que flores e bombons. Afinal, nada é normal na vida do nerd, e o amor não é senão o mais extraordinário dos fenômenos humanos. 

O livro tem uma capa fofa, diagramação bem trabalhada com belíssimos detalhes internos, mas não curti a leitura. Eu sabia que Geek Love - O Manual do Amor Nerd não era muito o meu estilo de livro, mas sempre dizem para dar oportunidade ao novo, não é mesmo? E Eu esperava me enganar e ficar de fato encantada com o livro, o que não ocorreu.

Como o próprio título diz, trata-se de um manual que ajuda nerds a encontrarem um par, tem dicas bacanas, então acho uma leitura super válida para rapazes (que são o público alvo) e até para moças. O livro também faz o leitor abrir o olho para o fato de que quando você está um relacionamento às vezes é necessário ceder e ter empatia, ou seja, se colocar no lugar do outro para saber o que um determinado comportamento seu irá ocasionar ao próximo. 

Sabe aqueles livros de auto ajuda bem leves, repletos de dicas e que muitas vezes nem parecem que são de auto-ajuda? Então Geek Love é esse tipo de livro. O autor dá várias dicas sobre interação, o que se deve fazer quando for puxar conversa com uma pessoa do sexo oposto, quando você for ao primeiro encontro, o que usar, o que fazer, o que não fazer entre outras coisas. 

Narrado em primeira pessoa o autor fala diretamente com leitor nomeando-o como ''player 1''. Geek Love é cheio de referências a vários jogos e filmes, e confesso que fiquei meio dispersa por não conhecer e saber do que se tratava certas obras citadas; e em certas partes parecia que o autor estava falando com nerds desesperados e que nunca falaram com outras mulheres excetuando a própria mãe.

Enfim, o livro é interessante, só que não é compatível comigo, acho que se eu o tivesse lido quando tinha uns 14/15 anos teria curtido a leitura. Mas tenho certeza que você irá extrair ótimas dicas desse livro para empregar na sua vida.

Um comentário

  1. Oi Andréia!
    Pelo jeito este livro é para um público bem específico, mais jovem e não muito preparado pra relacionamentos né... não me encaixo nem um pouco neste público, mas acho que eu era capaz de curtir a leitura pelas referências à cultura Pop...
    Bjus!
    Paty Algayer - Loucuras da Paty

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...