[RESENHA] Antes De Morrer - Jenny Downham



| Autora: Jenny Downham  | Selo: Agir | Páginas: 290  | ISBN: 9788522009916  | Skoob  | Comprar |

Tessa é uma menina de 16 que tem uma doença incurável. Diante do seu imutável destino, ela organiza uma lista com o que gostaria de fazer antes de sua morte e parte em busca de realizá-la: se apaixonar, ter a primeira relação sexual, dirigir escondida, roubar coisas numa loja... viver o tempo que resta. Um tema doloroso, passado com leveza e doçura, em um texto verdadeiro e tocante sem ser piegas.

O livro é narrado em primeira pessoa pela Tessa Scott, que está com 16 anos e tem leucemia linfoblástica aguda, câncer em estágio avançado, ela tem certeza de que vai morrer e até o próprio médico disse que muitos medicamentos não poderão mais ajudá-la e que ela deve viver, ou seja, aproveitar a vida da maneira que lhe convém, e ela resolve pôr em prática a sua lista que tem como objetivos: sexo, responder sim a tudo durante um dia, usar drogas (o que infelizmente não é tão diferente dos medicamentos que ela tem que tomar), fazer algo ilegal, entre outras coisas; tudo para que ela aproveite a vida o mais intensamente possível, para que quando ela parta não tenha o arrependimento de não ter vivido determinada experiência. 

A mãe de Tessa abandonou a família, que é composta pela Tessa, pelo pai e o irmão mais novo, quando ela era criança e só voltou quando ela tinha 13 anos, depois de perceber que sua filha realmente estava doente e que não era apenas uma desculpa para ela voltar para casa.

O pai da Tessa tenta ser o super-homem, ele abdicou de aproveitar a vida para se dedicar integralmente a filha. É muito bonita a relação de interatividade e companheirismo dele com os filhos. E várias vezes ele fica desnorteado e preocupado com as ações geradas pela lista da filha, ficando sem saber ao certo o que fazer.

''Sua voz vai sumindo. Será que é só isso mesmo que ele quer? Ser incluído? Mas como posso lhe contar sobre Jake e sua estreita cama de solteiro? Como posso lhe contar que foi Zoey quem me mandou pular, e que eu tive de dizer sim? Ainda restam sete coisas a fazer. Se eu lhe contar, ele vai tirá-las de mim. Não quero passar o resto da minha vida enrolada em um cobertor no sofá com a cabeça no ombro de papai. A lista é a única coisa que me faz seguir em frente.''

Tessa tem uma amiga maluquinha que é a Zoey e confesso que essa personagem no inicio não me agradou, acho que é por ela não ter sido muito compreensiva, insensível e por forçar a barra, mas bem ou mal ela sempre estava lá pela Tessa.

Tessa fica mais próxima do seu vizinho, Adam, que a apoia e ajuda a cumprir alguns itens da sua lista, e que, infelizmente também dá várias "bolas fora" o que machuca Tessa, sentimentalmente falando, até que ele começa a tomar certas atitudes e ambos começam a se apaixonar.

O irmão de Tessa, Cal, é um menino tão meigo e ama muito a irmã, é de tocar o coração o quanto ele se importa e o quanto sofre pela Tessa. 

''(...) Ele se senta no colo de mamãe. Acho que nunca o vi fazer isso. Não tenho certeza de que papai tenha visto também. Até mesmo Cal  parece surpreso. Ele se vira para o ombro dela e começa a soluçar desbragadamente. Ela afaga suas costas, traçando círculos com a mão. Papai olha pela janela. Eu estico os dedos por cima do lençol à minha frente. Estão muito magros e brancos, como as mãos de um vampiro, capazes de sugar o calor de qualquer pessoa.''  

Tessa tem alguns momentos de introspecção e começa a ‘‘viajar na maionese’’ sabe, ela começa a pensar coisas que não tem nada a ver com a situação ou a analisar muito profundamente algo, o que nos deixa na dúvida se ela realmente é assim ou se está delirando. 

Uma coisa que me fez gostar da Tessa é que ela era corajosa e não ficava de mimimi, questionando o motivo de ela ter essa doença. Ela encarou a realidade e tentou tirar o melhor da situação, quando possível.

O livro se resume a contar a estória da Tessa e ela pondo a sua lista em prática e no desenvolvimento acompanhamos o crescimento da personagem e como ela afetou a vida de todos ao seu redor, vemos momentos de pura alegria, como também os de intenso sofrimento, afinal, quando se tem câncer, a pessoa sofre e junto dela, as pessoas que a amam. Durante a narrativa, eu como leitora esperava um milagre, que de repente a Tessa fosse ao médico e ele dissesse ‘‘Parabéns! Você está curada’’ mas essa é uma estória bem realista e infelizmente, não ocorre nenhum milagre com relação à cura da protagonista.

Esse é o tipo de livro que nos faz refletir e sermos gratos pelo que temos, independentemente do que seja, nos faz valorizar os pequenos e bons momentos que já passamos com aqueles que amamos e vermos o quanto aquele momento nos deixou feliz e nos influenciou positivamente.

Devo dizer que no começo o livro não me prendeu de forma alguma, eu não tive empatia pela narradora e eu me forcei a lê-lo e foi no final do livro que tudo se tornou mais emocionante e comecei a gostar da protagonista que se revelou forte e dedicada.

Gostei da forma como Jenny Downham escreveu sobre um tema triste e delicado, o livro não ficou mórbido, nem pesado, ela escreveu de uma forma suave e tocante que nos faz analisar a personagem principal e acabamos nos colocando no lugar dela, os capítulos finais são emocionantes. É inevitável não pensarmos em como poderia ter sido a vida da Tessa se ela não tivesse tido câncer.

Antes de Morrer é um Sick-Lit, é um livro pequeno. Mas se você não gosta de livros que tenham personagens doentes e sofrendo, não recomendo o livro, mas se você gosta de ver personagens humanos, uma bela estória de auto superação, amadurecimento e que tenha uma lição de vida, recomendo que você leia Antes de Morrer.



4 comentários

  1. Oi... que lindo aqui.. :)

    Bom, vim divulgar meu blog e um livro em primeira mão.. já está a venda nas livrarias e no site da Editora Baraúna. Deixarei os links aqui embaixo.

    www.hopefullyy.blogspot.com.br

    Elas são Gêmeas já está nas lojas!!!! *_*
    O livro está no skoob tb!!!

    Espero q goste de s2.

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Certeza que vou sair chorando enquanto estiver lendo o livro, mas adorei a dica para reflexão e tals :D
    Muito obrigada pela dica *-*


    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Ah, eu tô ansiosa por Fragmentada e mal posso esperar pelo meu! Tô numa curiosidade infinita!


    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Li esse livro é simplesmente incrivel, tem até filme baseado nele o nome é Agora e para sempre ainda não assisti mas pretendo ver em breve.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.