[RESENHA] A Filha da Minha Mãe e Eu - Maria Fernanda Guerreiro


Sensível e tão real a ponto de fazer você se sentir parte da família, A filha da minha mãe e eu conta a história do difícil relacionamento entre Helena e sua filha, Mariana. A história começa quando Mariana descobre que está grávida e se dá conta de que, antes de se tornar mãe, é preciso rever seu papel como filha, tentar compreender o de Helena e, principalmente, perdoar a ambas. Inicia-se, então, uma revisão do passado – processo doloroso, mas imensamente revelador, pautado por situações comoventes, personagens complexos e pequenas verdades que contêm a história de cada um.

Mesmo quem nos ama às vezes não consegue ver quem realmente somos
A Filha da Minha Mãe e Eu é um daqueles livros que fala sobre a relação entre mãe e filha. Há algumas semanas, tive a oportunidade de ler Jardim de Inverno, onde fiquei apaixonado por livros que conseguem passar para o leitor essa emoção que poucos conseguem.

Confesso, nas primeiras páginas o livro foi um pouco chato. Eu tinha que falar sobre isso, quase desisto da leitura acho que na página 101. Mas sorte a minha que o livro superou essa fase “chata” e conseguiu me surpreender. Afinal, todos sabemos o que acontece numa história onde mãe e filha estão relacionadas, queremos deduzir que tudo ficará bem, não é mesmo?

E é onde entra o subtítulo do livro. Na minha opinião como leitor apaixonado, sei que em qualquer família, sempre tem aquela pessoa que não consegue demonstrar o que sente por nós. Sabemos que somos especiais, mas não enxergamos isso de primeira passagem, apenas com muita convivência. No livro, é o que acontece com Mariana e Helena.

“Com um irmão quase da mesma idade, era difícil ter um dia inteiro de paz dentro de casa. A gente competia o tempo todo.”

 Mariana descobre que está grávida, mas para conseguir ser mãe, precisa conhecer seu papel como filha. Também logo nos primeiros capítulos descobrimos o porquê do título do livro.

“E foi assim, entre tantos desencontros, que descobri que existiam duas Marianas: a filha da minha mãe e eu.”

O livro é narrado em terceira pessoa e mostra o tempo todo os pensamentos de Mariana, sua opinião em relação a tudo. Mariana sente-se menosprezada, eu até diria “menor” em relação a seu irmão que tem tudo o que quer.

Não sei o motivo, mas adorei Guga. Embora imaturo na maioria das vezes, ele é muito determinado e quando coloca uma coisa na cabeça, não sai. Faz de tudo para conseguir o que quer. No livro, ele e Mariana competem sobre tudo, até para ver quem come mais. Foi uma forma que Helena criou para que os dois a obedecessem sem reclamar. Quando um ganhava algo, o outro ganhava. Quando um apanhava, o outro apanhava também.

As pequenas verdades que são mostradas ao longo da trama, mostram o relacionamento conturbado entre as duas. Helena é fria, não demonstra seus sentimentos de maneira alguma. Mariana é alegre, tem energia de sobra para aproveitar a vida, e quer ser reconhecida como filha, o que parece que Helena não enxerga.

Na infância, Nana se sentia diferente em relação à sua mãe. Sempre foi mais próxima de seu pai. Ela pensava que Helena tinha ciúmes da relação com seu pai. Mais carinho. E foi assim que Nana tornou-se uma adolescente rebelde, só ficava trancada no quarto e só vivia questionando sua mãe, em tudo. Sempre causava brigas entre as duas.

“Apesar dela fazer, emocionalmente, diferença entre mim e meu irmão, no resto, era tudo igual: o que um tinha, o outro tinha também. E isso para o bem ou para o mal. Se um ganhava um presente, o outro ganhava também.”

 Somente com o amadurecimento, que Mariana vai perceber que o amor que sua mãe sente por ela existe, embora ela só consiga enxergar quando vê sua mãe sensível. O livro se superou do meio para o final, a história deu uma reviravolta incrível e com um final bonito. Recomendo o livro para aqueles que querem realmente uma leitura agradável sobre o relacionamento de mãe e filha.

Título: A Filha da Minha Mãe e Eu
Autora: Maria Fernanda Guerreiro
Editora: Novas Páginas – Novo Conceito
Páginas: 272



7 comentários

  1. Eu nunca tinha parado pra prestar atenção à esse livro (já vi até em diversas promoções, na Saraiva e no Submarino, e nunca comprei), mas sua resenha me deixou com um gostinho de quero mais hihi, o duro é que agora eu vou ter é que esperar outra promoção para comprar né...Nunca se sabe quando o Submarino entra nessas promoções loucas né!
    Adorei a resenha :D


    Beij

    ResponderExcluir
  2. Oi Amanda, o livro é muito bom!

    E ainda está em promoção na Saraiva, acredita? Por apenas R$ 9,90! :) http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/4062536?PAC_ID=18659



    Tem até outros nacionais com esse preço, como O Sonho de Eva e A Última Nota. Vai perder? rsrs

    ResponderExcluir
  3. Ainnnn, Obrigada, vou correndo aproveitar :D
    Obrigada mesmo, nem sabia que ainda estava em promoção *--*


    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Confesso que não conhecia o livro,

    mais quando li a resenha parecia que vc estava contando a minha vida, só com a diferença que quando minha mãe dá presente pra um ela não dá pro outro kkkkkkkkkk E que ainda não temos um momento bom entre as duas :/

    soubibliofila.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Relação entre pais e filhos ou entre irmãos é complicado. Por mais que sempre dizem "o tratamento é igual", não acho que seja, porque se trata de personalidades diferentes. Pode ser que o tamanho do amor seja o mesmo, mas o tratamento sempre é. Isso gera tantos problemas. Outro aspecto interessante, é o fato da mãe não demonstrar o que sente. Há muitas pessoas que não gostam ou simplesmente não sabem como demonstrar. Parece ser um livro muito bom!

    ResponderExcluir
  6. Já passei por esse livro várias vezes e até agora não tinha criado coragem para comprá-lo embora todas as críticas a respeito dele sejam positivas . Gostei bastante da sua resenha mas ainda estou com um pesinho atrás , aliás você citou Jardim de inverno , tem alguma semelhança ??? Porque se tiver ai sim eu vou querer lê-lo , porque eu amei ele e até agora não encontrei nenhum que o superasse ;)

    http://theloverbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi adorei a resenha e me interessei bastante pelo livro por ter um pouco dos mesmo pensamento que o meu bjs e vou tentar ler até o final ����

      Excluir

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.