[RESENHA] Sonhe Mais - Jai Pausch

Jai Pausch passou por um trauma: a perda do marido para um câncer de pâncreas. A enfermidade de Randy Pausch também destruiu as verdades e as certezas em que Jay acreditava. Pega de surpresa pela doença, que avançou rapidamente, Jay Pausch precisou inverter suas prioridades. Acostumada a cuidar da família, percebeu que aquele era, também, o momento de cuidar de si mesma, porque, do contrário — caso fraquejasse —, sua família não sobreviveria. E, apesar de todas as alterações pelas quais passou, foi capaz de registrar a maior parte de suas experiências, dúvidas e medos. Este registro acabou se constituindo num relato vigoroso sobre como a morte muda o relacionamento entre as pessoas e sobre como é possível sobreviver, passo a passo, a essas mudanças.

Algumas pessoas podem não ter gostado dessa história porque ela pode lembrar os livros de auto-ajuda, mas dou a certeza de que esse livro irá fazer você refletir muito sobre a real importância das pessoas em sua vida. O livro foi escrito pela Jai Pausch, que era casada com Randy Pausch e com ele teve 3 filhos. Quando sua filha Chloe ainda estava sendo amamentada, eles descobriram que Randy sofria de um grave câncer no pâncreas e receberam o triste diagnóstico de que ele teria apenas alguns meses de vida.

O primeiro diferencial dessa história triste é que Randy não se entrega a doença e começa a fazer várias pesquisas em busca do melhor tratamento nos EUA. Por isso os dois saem de Pittsburgh e passam dois meses em Houston para que ele fizesse quimioterapia. Lembrando que Jai havia deixado seus filhos pequenos aos cuidados de seu irmão. A autora descreve como foram todos os momentos em que estava cuidando de seu marido e como é delicado e complicado ficar ao lado de um paciente após a descoberta da doença. Além do apoio é necessário muita força de vontade.

Jai fala bastante no livro sobre seu papel de cuidadora de um paciente com câncer. Não é apenas o doente que sofre, mas toda sua família e seus amigos. A esposa de Randy tinha que cuidar e dar atenção aos filhos, cuidar da casa e dar toda assistência necessária para ele como se fosse uma enfermeira. Ainda bem que ela teve auxílio dos amigos e familiares, pois é um apoio muito importante tanto emocional quanto logístico.

"O trabalho maçante do câncer, da dor e da fadiga acaba pesando tanto para o paciente quanto para o cuidador." (pág. 133)

"Os cuidadores muitas vezes se sentem culpados por desejarem que seus entes queridos permaneçam vivos, ao mesmo tempo em que sabem que só a morte lhes trará paz." (pág. 164)

A história desse livro significou muito para mim porque no ano passado minha tia faleceu depois de lutar por 10 anos na hemodiálise (devido a problema nos rins que não funcionavam mais). Ela era jovem como o Randy, mas a doença infelizmente a levou mais cedo. Quem já perdeu alguém tão próximo sabe do que estou falando, pois assistir ao ente querido definhar por causa disso é muito doloroso.

Meus tios e minha mãe se revezavam como cuidadores da minha tia quando ela ficava internada e sei que é cansativo e trabalhoso. O que a autora tenta passar é que o cansaço do cuidador não é um pecado ou falta de sensibilidade. Jai tinha filhos pequenos que precisavam de sua atenção, de seus cuidados e que estavam perdendo um pai também.

"O câncer faz mais do que se apossar do corpo; ele tira o tempo, controla a agenda, toma conta do dia. O paciente e o cuidador estão completamente nas mãos dele." (pág. 234)

A narrativa não é cansativa e a leitura fluiu bem. É um daqueles livros que você termina e guarda uma lição para a vida. Ter câncer é um baque para qualquer família, mas é preciso que o apoio seja distribuído para os pacientes, parentes e cuidadores. No Brasil não temos esse apoio psicológico e espero sinceramente que isso mude um dia.

Nunca se pode imaginar, na infância, durante a escola secundária ou na formatura da faculdade, o que o futuro tem planejado para nós, quais serão nossos maiores desafios ou conquistas." (pág. 246) 



Livro: Sonhe Mais
Autor (a): Jai Pausch
Editora: Novo Conceito
Páginas: 256



9 comentários

  1. Oi,Aline!
    Particularmente não tenho nada contra livros de auto-ajuda. Pelo contrário, acho que a gente tem sempre a aprender alguma coisa com eles, assim como com qualquer outro tipo de gênero.
    Eu Não tinha dado muita importância a esse livro, mas depois da sua opinião vou adicioná-lo à minha lista de leitura. Gostei muito da proposta dele e com certeza ainda o lerei.
    Bjs e bom fim de semana!
    Zilda - Cachola Literária
    http://www.cacholaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa que mega evento!! E uma pena morra em RS e não ter como ir!!

    ResponderExcluir
  3. Nossa que legal!! Pena que falta bastante para o lançamento =(
    Mas fiquei bem curiosa...

    ResponderExcluir
  4. Oi Aline!!
    Amei essa resenha, sempre bom ler esses livros para ver se acordamos, não é mesmo? E sabermos lidarmos com esta situação tão difícil!!

    ResponderExcluir
  5. Oie!

    A história deste livro parece ser forte, acho que não estou no momento de lê-lo, mas quem sabe um dia.
    Gostei muito de sua resenha!!

    Beijos*

    ResponderExcluir
  6. UAU, que livro forte,
    Fico meio com medo de ler livros assim, é meio que masoquista. Entretanto amei sua resenha, e parece ser um livro muito bonito!
    Pela resenha.


    Bjs
    modaeeu.blgospot.com

    ResponderExcluir
  7. Nossa adoro livros assim, esse com certeza entra para a minha lista de desejos ...


    Amei a sua resenha :D


    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Parece ser mesmo emocionante, quero muito ler ele. É sempre bom ler coisas assim! Amei a resenha.

    ResponderExcluir
  9. Sei que muitas pessoas já perderam parentes com câncer e não consigo imaginar o quão deve ser doido. Sobre o livro, já li muitas resenhas sobre ele e posso dizer que no geral elas são bem negativas, confesso que esse foi um dos fatores que fizeram com que não arriscasse na leitura.
    Além disso, acho que sua opinião foi mais positiva por ter vivido de perto uma experiencia parecida.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...