[RESENHA] O Livro da Loucura e das Curas - Regina O’Melveny






Meu pai se fora, meu marido morrera e meu coração silenciara. Gabriella Mondini é uma médica com estranhos poderes de cura, poderes que vão além de seus conhecimentos científicos. No fim do século 16, uma mulher médica — e tão sensível quanto ela — é praticamente uma heresia. Assim, se quiser continuar praticando a medicina, deverá ter o aconselhamento de um homem.Seu pai, também médico, seria o conselheiro ideal, mas ele a abandonou há dez anos: saiu em busca de curas inimagináveis por uma Europa cheia de crendices e magias. E, agora, por meio de suas poucas cartas, é possível perceber que sua sanidade mental está desaparecendo.Disposta a reencontrar o pai e, quem sabe, salvá-lo a tempo de continuar praticando a medicina, ela atravessa os Alpes da Suíça e os campos da Alemanha, encontra-se com os maiores médicos da Europa e caminha por cidades e vilarejos estranhos até chegar ao Marrocos.A jovem médica enfrentará caminhos que lhe ensinarão o que é viver no mundo dos clínicos e herboristas daquela época; um mundo onde as praças públicas exalam cheiro de corpos queimados, onde ervas exóticas destroem todos os desejos e onde doenças como a Inveja (“um verme invisível”) saem do corpo dos mortos para destruir os vivos...Até o fim de sua aventura, ela tentará conquistar a sabedoria tão desejada, mas também terá que lidar com o conhecimento dos segredos de sua família, que são, afinal, os seus próprios segredos.



 A Obra de Deus ou as Tramoias do Diabo -  Veneza, 1590
contar pelas marcas estranhas e caracteres em vários tipos de escrita e línguas 
sobre o papel que a envolvia, pude perceber o quanto a carta atual de meu pai 
viajara, uma mensagem perdida pelas muitas cidades por onde passou. Havia 
quase um ano desde que tive notícias dele pela última vez. Ele estava fora desde 
agosto de 1580. Olmina, que já fora minha ama-seca e agora é minha criada, 
depositara a carta delicadamente sobre minha mesa naquela tarde sufocante de 
julho. Ela poderia muito bem ter lançado uma víbora, daquelas que dão o bote 
de surpresa.
— Se minha mãe ler isto, você sabe que tomará como algum tipo de ofensa, 
não importa qual seja o conteúdo

Com uma sinopse enorme como essa não vou me perder contando muito da história de Gabriella, até para não soltar spoilers.

O livro foi muito interessante, Gabriella, ou melhor dizendo, Dra. Mondini é uma personagem que está muito frustrada, tendo seus trinta anos, sem nenhum envolvimento amoroso recente, e seu pai, que considerava como a pessoa que mais a entendia no mundo desaparecido numa busca pelas doenças do mundo, ela acha que sua vida está estagnada. Além de morar com uma mãe que não a compreende. Sua mãe queria uma filha preocupada com vestidos e casamento, não uma doutora enfrentando o mundo dos homens. Sem contar que sua paixão pela medicina está sendo ameaçada por ela não ter um homem a apoiando.

Lembre-se que a história se passa em Veneza, no ano de 1.590. Uma época onde mulheres ficavam reclusas em casa, e ''curandeiras'' eram tidas como bruxas e postas na fogueira.

Gabriella se sente sem rumo, e decide ir em busca de seu pai para quem sabe assim, salvar sua família. Nesta viagem junto dos seus amados criados Lorenzo e Olmina, que eu particularmente achei ótimos personagens. Ela vai passar por todas as cidades que seu pai diz ter passado em suas antigas cartas, se encontrando com  famosos médicos indicados por ele, tentando assim encontra-lo no caminho.




O livro todo se baseia nessa busca, indo de cidade em cidade, enfrentando muitos perigos, aldeões furiosos acusando-a de bruxaria, conhecendo alguns os mais renomados médicos que existem, que por sinal se recusam à aceita-la como uma igual na profissão.





''Ainda podia ver os olhos castanho-acinzentados gentis,embora remotos, de meu pai, com suas túnicas negras e carmim, e enquanto segurava sua carta, uma voz distante, que havia muito silenciara dentro de 
mim, falou: Deixe-me acompanhá-lo, Papà. Não me deixe aqui''

Até de homem Gabriella tem que se vestir para passar despercebida nas caças as bruxas.
De todos os personagens os que mais gostei foram seus criados Lorenzo e Olmina, pessoas muito simples que a amam como se fossem seus pais, que fazem de tudo para protegê-la.

Mexeu muito comigo algumas passagens, pois nessa busca ela vai descobrir muito sobre ela mesma, seus sentimentos e sobre as doenças de sua família, sobre o amor e as doenças da alma.
Junto de si, Gabriella carrega o livro das doenças, um livro que escrevia com seu pai e que durante o trajeto ela vai completando com as doenças que encontra.
Um ponto muito interessante é que durante os capítulos ela para e anota uma doença no livro, geralmente depois de se encontrar com algum dos médicos recomendados por seu pai nas cartas. Mas essas doenças não são as comuns a medicina, são coisas como:

- Repugnância a lugares fechados – Paredes que limitam a alma
- A praga das lágrimas negras – Infecção do canal lacrimal, de causa desconhecida.
- Imunização contra veneno
- A enfermidade dos espelhos – Uma doença rara cuja origem pouco se sabe
- Chifre do unicórnio – Para perda do desejo
- Melancolia – Quando se sente o peso de uma tristeza opressiva

Em cada doença que ela anota, são nos dado exemplos, histórias, comparações com a vida das pessoas. É tudo muito bem planejado para nos aguças o apetite pela leitura. Como nos capítulos que têm títulos que nos dão dicas do que esperar, algo que eu adoro em um livro.





A história é muito bem escrita, com um bom fluxo de informações, cada carta do pai dela que vai se lendo durante o percurso nos revela algo de novo sobre ele e suas loucuras, a cada momento ficamos mais curiosos para saber aonde essa busca vai dar, e se Gabriella vai encontrar um rumo para sua vida.

''— Tendo em vista que faz uma década desde a partida de seu pai dessa pacata cidade, e principalmente porque ninguém soube uma palavra sequer dele nos últimos dois anos... a Guilda... o Conselho da Guilda de Médicos não vai mais apoiar sua afiliação sem o aconselhamento de seu pai. Já permitimos que isso fosse longe demais. Mulheres médicas,como a senhorita bem sabe, não são permitidas. Sinto muito. A Guilda sente muito. São ordens do Conselho. — Ele fez uma reverência decisiva para minha mãe e pediu licença.

Espere! — gritei.''


Agora falar sobre a diagramação não é fácil, pois o livro é cheio de detalhes, tudo isso contribui muito para a leitura agradável. A capa é linda, sugestiva com uma imagem de Gabriella e um barco, dentro temos um mapa com todo o trajeto dela em busca do pai. Além de alguns provérbios sugestivos e muito belos. As folhas são amareladas, letras de bom tamanho. Na verdade todo o acabamento do livro contribui para que ele se torne inesquecível e cheio de belas lições de vida. Dou meus parabéns a Editora Novo Conceito por lançar mais um livro com tanto capricho! Eu sou daquelas que acredita que muitos leem livros pela capa, acabamento... E não acho fazer mal nenhum um livro com uma boa apresentação, coisas assim nos puxam para a leitura. 



Titulo: O Livro da Loucura e das Curas
Autor: Regina O´Melveny
ISBN: 9788581630427
Ano: 2013
Páginas: 352




5 comentários

  1. Gostei demais da sua resenha. Fiquei intrigada com essa história de a protagonista ir completando o livro das doenças, inclusive porque esse assunto me interessa bastante (não que eu seja hipocondríaca, mas gosto de temas assim). Nossa, acabei não solicitando o livro na parceria com a Novo Conceito e agora acabo de me arrepender. Não tinha pedido porque não estou dando conta de tantas leituras, só que vejo que acabei perdendo um livro e tanto. Paciência...

    Bjs, Livro Lab

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha!
    Estou com mais vontade ainda de ler agora.
    Ganhei o livro num sorteio do Skoob, acredita! hsuahsua...
    Estou esperando apenas entregarem.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Tô muito curiosa pra ler esse livro! Confesso que ele nao me chamou muito a atenção, mas ai comecei a ler as resenhas que tao saindo e ele foi me ganhando. Estou estudando pra medicina, entao fiquei intrigada com a abordagem dessa no livro. Quero muito ler, e amei sua resenha!

    Beijokas
    escolhasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Esse livro parece bom mesmo, eu não tinha prestado muito atenção nele, parece o tipo de livro que a gente termina e fica refletindo sobre aspectos de nossas vidas. É gostoso ler um livro com uma boa diagramação, adoro livros de folha amarela. Vai entrar pra minha lista de desejados com certeza.

    ResponderExcluir
  5. Confesso que apesar da linda capa, algo que não me surpreende vindo da NC, eu não fiquei muito "desesperada" em lê-lo não. Mas gostei muito da resenha (a primeira que leio sobre "O Livro da Loucura e das Curas").

    http://ilusoesnoturnas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...