[RESENHA] Cilada - Harlan Coben

Cilada

"_ Não acho que Dan Mercer fosse pedófilo. Nem que tenha matado ninguém. Portanto, sim, Wendy, acho que você arruinou a vida de um inocente."

Haley McWaid tem 17 anos. É aluna exemplar, disciplinada, ama esportes e sonha entrar para uma boa faculdade. Por isso, quando certa noite ela não volta para casa e três meses transcorrem sem que se tenha nenhuma notícia dela, todos na cidade começam a imaginar o pior. O assistente social Dan Mercer recebe um estranho telefonema de uma adolescente e vai a seu encontro. Ao chegar ao local, ele é surpreendido pela equipe de um programa de televisão, que o exibe em rede nacional como pedófilo. Inocentado por falta de provas, Dan é morto logo em seguida. Na junção dessas duas histórias está Wendy Tynes, a repórter que armou a cilada para Dan e que se torna a única testemunha de seu assassinato. Wendy sempre confiou apenas nos fatos, mas seu instinto lhe diz que Mercer talvez não fosse culpado. Agora ela precisa descobrir se desmascarou um criminoso ou causou a morte de um inocente. Nas investigações da morte de Dan e do desaparecimento de Haley, verdades inimagináveis são reveladas e a fragilidade de vidas aparentemente normais é posta à prova. Todos têm algo a esconder e os segredos se interligam e se completam em um elaborado mosaico de mistérios. Harlan Coben mais uma vez deixa o leitor sem ar. Cilada fala de culpa, luto e perdão em uma trama repleta de reviravoltas surpreendentes. Nada é o que parece e tudo pode ser desfeito até a última página. 


Os livros de Harlan Coben já estavam na minha lista de leitura a algum tempo e foi com muita felicidade que me deparei com "Cilada" na biblioteca que frequento.
O livro do gênero policial foi uma surpresa para mim, por não gostar do gênero e me ver viciada e curiosa sobre o livro.
O livro narra duas histórias paralelas: a da família McWaid que tem sua filha mais velha, Haley, desaparecida e a história de Dan Mercer que é acusado de pedofilia.Ambas as histórias tem como maior ligação a jornalista, Wendy Tynes.
Por ter uma sinopse bem reveladora, não tenho nada a acrescentar a mais sobre a história do livro, porque a felicidade do livro está no mistério e no questionamento. Sobre a história, gostaria de ressaltar os personagens que o autor brilhantemente revela com humanidade e clareza.
Dan Mercer, em minha opinião, é o grande mistério do livro. Não tem família, pouco se sabe sobre ele, e poucos o apoiam, então ele é acusado de pedofilia, fazendo você questionar sua inocência ou condenação com os mistérios que envolvem.
Wendy Tynes é um personagem que você sente ira e compaixão, gosta e odeia, e essa ambiguidade que são reveladas em suas ações. E então a família McWaid que é a típica família perfeita e que o livro pouco explora.
Junto a vários personagens tão diferentes, o autor mostra algo completamente do que estava acostumada a ler.Neste livro não existem vilões e mocinhos, existem seres humanos, que erram e acertam tentando ser melhores.
O único ponto negativo é a pouca exploração da família McWaid, porque o resto do mistério faz com que você leia até descobrir o que é.
Na metade do livro eu desenhava um final, que o autor fez questão de mudar tudo e eu me surpreendi de verdade. O livro entrou para favoritos e com certeza é leitura obrigatória para quem gosta do gênero. Harlan Coben merece todo o nosso respeito e admiração.
.

Livro: Cilada
Autor (a): Harlan Coben
Editora: Sextante
Páginas: 271





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...