[Resenha] Simplesmente Ana - Marina Carvalho



Simplesmente Ana


Era uma vez uma princesa que criou seu próprio conto de fadas...



Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha… Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex. Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro. A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam. Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.

Se prepare galera! Vocês vão dar grandes risadas com esse livro. Um romance leve e completamente divertido, com uma ou outra passagem mais tensa, muitos momentos românticos, e um sorriso tolo que não vai sair do seu rosto durante toda leitura. ^^

A história é nos estilos dos romances de Stephanie Perkins, Susane Colasanti (Ana e o Beijos Francês, Bem mais perto...) é um romance jovem, estilo adolescente apesar de Ana ter seus vinte e poucos anos. Sem grandes dramas além dos ‘’existenciais’’ rs. Porém sempre muito romântico e divertido.

Mas ai vocês me perguntam, qual a diferença entre os outros livros, porque devo ler esse? Ah, esse livro foi escrito por uma brasileira! A coisa muda totalmente de figura. A personagem principal, Ana, é brasileira minha gente, totalmente brasileirinha, ela cursa Direito, faz estágio, tem uma mãe dona de bufe, e vive sua vidinha, seu pai? Desconhecido... Pelo menos é o que ela imaginava até ver um recado no Facebook:

‘’Desculpe, mas acho que sou seu pai. ’’

E adivinhem quem mandou? Andrej Markov, rei da Krósvia (um pequeno pais na Europa). Nossa Ana é uma princesa! \0/
Daí ela conhece o pai, sua mãe acaba tendo que confessar que mentiu... Blá blá blá. O legal também e que a personagem é muito divertida, mas nada chata ou infantil. 

‘’É claro que não fugi, nem gritei com ela, nem disse que não queria vê-la nunca mais. Pelo amor de Deus já sou bem grandinha, dá para pular a parte da revolta. Cheguei perto e segurei as mãos dela, que estavam frias e trêmulas. E disse:- Você poderia ter me contado mãe. Eu entenderia. ’’

Viram? Nada daquela chatice de garota dramática que nos irritam nos livros adolescentes!


Então Ana parte para Krósvia para passar uns tempos com o pai, conhecer o país... E ela tem um meio irmão, seu pai tem um ‘’enteado’’ lindo, todo Deus grego chamado Alexander (Alex para os íntimos, tipo eu rs)

Alex não curte muito Ana a principio, acha que ela é uma golpista e fica de olho nela, sempre soltando uma farpa. Mas vamos fazer as continhas: Temos um rei + um castelo + uma princesa = o que falta? Tic tac tic tac tic tac... um príncipe lindo é claro! E só sobrou o Deus Alex. Acho que ele serve para o papel mas, o problema é que ele tem uma namorada! Ecaaaa

Ana se diverte muito, cozinha feijoada para a realeza, faz bolinho de queijo, assiste a um show do Bom Jovi! O capitulo até se chama: ‘’It’s. May. Life.’’

O drama da história se resume em, se adaptar a ter um pai, de brasileira livre leve e solta, para princesa cheia de guardas, seguranças, empregadas e um pai rondando por perto. E claro, o coração, afinal ela vai penar um pouquinho nas mãos de Alex (no bom e no mau sentido kkk)

É tudo muito divertido, a autora brinca até com os títulos dos capítulos, tem um que ela chama assim: ‘’Papa-paparazzi’’ (lembrou Lady Gaga? Eu também rs)

Ah antes que eu esqueça, e alguém pergunte, Ana fala inglês fluente, e a maioria das pessoas na Krósvia falam inglês também, então assim todos se comunicam bem.

Tem uma cena em que Ana está bêbada de volta ao Brasil em um Táxi, toda deprê e ai toca no rádio uma música do Luan Santana. Ela começa a cantar bem alto, eu ri muito nessa parte. Quando você vai lendo, todo o contexto da cena é muito cômico. A música é:

''Eu tô apaixonado
 Eu tô contando tudo
 E não tô nem ligando pro que vão dizer
 Amar não é pecado
 E se eu tiver errado
 Que se dane o mundo
 Eu só quero você’’

kkkkkk


Separei uns trechos para dar o gostinho de quero mais.

‘’Alex parecia um Deus grego. Como não notara isso na primeira vez? Talvez fosse a roupa. De calça jeans desbotada e rasgada na coxa, botas marrons e camisa de malha demarcando seus músculos peitorais – Jesus, que tórax era aquele? -, ele estava de parar o trânsito. ’’

‘’É verdade que as brasileiras usam biquíni fio- dental? (..)
- Não sei por que, mas é incrível como brasileiro tem fama ruim. Vira e mexe alguém dá a entender que somos todos depravados, liberais e sem censura. ’’

‘’- Andrej recebeu um telefonema da Irina para avisar que Alexander e sua digníssima namorada – vulgo nome de cachorro-jantariam no castelo conosco naquela noite mesmo. (...)
-Como eu não queria parecer um dragão, passei mais tempo me arrumando para o encontro do que normalmente ficaria. ’’

‘’Laika era quase concreta, enquanto Alexander plantava no rosto uma expressão de desdém que me fez ter até dó da garota. Bom, mais ou menos né?
Eu, de meu lado optei por ficar quieta, na minha. Se me fingisse de morta, talvez conseguisse escapar ilesa daquela briga iminente. Graças ao bom Deus que sou fã do Jota Quest. Falar era impraticável, mas não li nenhum cartaz avisando que estava proibido cantar. Então cantei:

A-há, isso aqui ta muito bo-om!
A-há, isso aqui ta bom demais. ’’

Eita resenha grande! Desculpa galera, me empolguei. Acontece que gostei muito do livro, foi uma agradável surpresa, uma vez que leio pouco nacional. Por isso está mais do que recomendado.


Título: Simplesmente Ana
Autor: Marina Carvalho
Editora: Novo Conceito
Páginas: 304




                                        

7 comentários

  1. Estou com tanta vontade de ler o livro! Ele parece ser uma graça, e o mais legal é que é nacional e está sendo super elogiado pela blogosfera
    Não quer me dar um exemplar não Nita? hahaha :)
    Pelo quote, a personagem não parece ser cheia de mimimi, e isso é ótimo!
    Adorei como a autora dividiu os capítulos rsrs Ficou bem legal!
    Estou ansiosa para ler o livro e sua resenha só contribuiu ainda mais para isso ;D


    Beijos,
    salaodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Amo a arte dessa capa, sério ela é muito linda ^-^
    Tô louco para ler Simplesmente Ana, mas o dinheiro tá super curto para compra-lo, tô atrás de promoções e rezando para ganhar em uma rsrsrs
    A primeira imprenssão é de que SA é parecido com Diário de uma princesa, acho que todo mundo já pensou isso, mas pelas resenhas que já li do livro há várias diferenciações entre um e outro... sua resenha ficou linda Nita e muito engraçada, só não gostei do LS ali rsrsrs

    ResponderExcluir
  3. Pela sua resenha o livro é bem diferente do que eu tinha imaginado, além de ter um lado satírico parece ser bem mais divertido que se poderia imaginar. Além de ter elementos bem inusitados para o estilo.

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que vou me identificar com a personagem, pela sua resenha pareceu tão eu rsrsrs!!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Nita!
    Adorei a resenha. Fiquei muito feliz com seu parecer sobre meu livro. Muito Obrigada!
    Com carinho,
    Marina Carvalho

    ResponderExcluir
  6. Eu vou ler esse livro com uma protagonista que dividi o mesmo nome que eu!

    Adorei a capa desse livro!

    Louca para ler!

    Ana.

    http://umlivroenadamais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Livro realmente delicioso de ser ler, daqueles de vc não conseguir largar enquanto não termina. E essa tal de Krósvia, hein? Que vontade de ir lá e assistir o show do Bon Jovi junto com a Ana. Romance leve, gostoso, que dá vontade de estar no lugar da protagonista.

    Parabéns pela resenha e pelo blog!

    adriana medeiros

    minhavelhaestante1.blogspot.com

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...