[RESENHA] Babilônia Encantada - Hugo Dalmon







 “Babilônia Encantada” essa que sou eu e é você. Essa “Babilônia
Encantada” que somos nós, porque antes de tudo ela existe
porque existimos! O Encanto não pode se quebrar, o mundo é
mágico, é fantástico e é nosso. Acredite quando falo sobre tal
mundo, até porque você já está nele!


Sinopse: O seu pai gostava de homens, o seu primeiro amor, uma linda menina que gostava de meninas e o seu amigo de infância cresceu e se tornou uma linda mulher. Ganhou um padrasto. Mas como? Sua mãe hipocondríaca já estava morta! Ah, claro, o seu pai era gay. O seu grande amor agora era seu amigo de infância, a linda mulher que não o correspondia, o lance era então ter uma relação sadomasoquista com a vizinha gostosona do andar de cima, até que graças à ‘Marilyn Monroe’ surge o ‘Elvis’...                               
Uma comédia com um 'Q' de ficção científica, em que um homem, o qual teve uma vida traumática por ser feio e esquizofrênico, decide fazer uma cirurgia plástica para ficar com o rosto igual ao do Elvis Presley, na tentativa de conquistar o seu grande amor. E com uma herança inesperada, o sósia do Elvis fica milionário. Mas, sabemos: Tudo tem um preço!


É galera, a história é bem doida mesmo, mas eu amei! O personagem principal é Abel, um garoto esquizofrênico, com narcoléptica (doença que faz você cair no sono a qualquer momento, parece até desmaio) feio, mas muito feio mesmo rs que tem um pai gay, uma mãe que morreu muito doente e um irmão que o detesta, para não dizer que odeia ele kkkk Ai vocês me falam... quanto drama, deve ser muito triste essa história! Muito pelo contrário, é muito engraçada, sabe quando ta tudo tão ferrado, mas tão ferrado na vida de alguém e você fala ''não tem como piorar'' e o senhor lá de cima parece entender como um desafio, e tudo que não podia acontecer acontece? É bem assim a vida de Abel, ele come o pão que o diabo amassou, pisou e cuspiu, eu to rindo só de lembrar. Ele tenta levar uma vida tranquila e comum, como se fosse comum morar com duas amigas lésbicas da época da escola: Brasília e Edilena e um amigo que agora é ''ela'' (Rodolfo virando Érica) e trabalha em um Sex Shop chamado ‘Dor, Prazer e Consolo’ e mais para frente acaba morando com o pai gay, e nem vou entrar em detalhes sobre quem é o namorado do pai dele ou não vou conseguir escrever de tanto rir XD.

Abel trabalhando em um sex shop e como um virgem maior de idade, sua grande frustração é o sexo, ele não vê a hora de acontecer, mas como é muito feio, nada galante e ainda dormi do nada, fica muito difícil realizar esse sonho.


''‘Senil’:
- Não gosto de marcar encontros por esses chats, nunca dão
certo. Anota o meu telefone e me liga para que possamos agendar
um bom programa. - Percebi que a mulher estava interessadíssima
em mim, até mesmo o seu telefone ela propunha passar. Tomei meu
celular na mão e tive espasmos musculares diante tanto nervosismo
e excitação. Dormi (Mais uma crise narcoléptica)!''


Eu ri muito nessa parte, no livro em muitas partes onde ele ta quase se dando bem e....Bum! Cai no sono, e nós leitores choramos de rir.
Abel meio que carente começa a ver com outros olhos sua amiga/irmã de consideração Érica, se apaixonando por ela que esta virando uma super modelo, claro que ela não da bola para ele nesse sentido, o que frusta o pobre.
Com muitos acontecimentos, uma vizinha  sadomasoquista  dando em cima dele devido sua tara por homens feios, Abel começa sua estranha vida sexual, e dai por diante o livro vai ficando não somente mais engraçado, como sério também. Uma porção de escolhas de nossos personagens vão determinar suas vidas nesse momento. Podemos ver que ser feliz está ao ao alcance de todos eles, mas uma porção de decisões  que eu considero na maioria erradas, vai mudando suas vidas.


''- Você tem dificuldades com o quê, Abel?!
- Bem, cresci com a minha mãe muito doente, assim tive acesso
aos mais variados nomes de doença, então qualquer coisa que
eu sinta, se não for uma doença física de fato, faz parte das minhas
psicoses. Além disso, com a liberdade sexual e com toda a aceitação
em que temos hoje em dia... – Fiz uma pausa e olhei para o
lado, como se eu estivesse digerindo toda a minha vida em um só
segundo, prossegui após uma longa pausa - Não que eu esteja reclamando,
Dr. Último, eu até trabalho em uma loja de sexy shopping,
mas eu ainda não fiz sexo. Agora tenta imaginar o que é pra mim,
eu tenho que ensinar uma mulher a usar um consolo, ou a passar
qualquer que seja o estimulante em sua genitália e no fim do dia,
eu só tenho a mim mesmo com minha mão. Além do mais eu moro
com três mulheres...''




Abel decide motivado pela mudança de sua amiga Edilena, que graças a cirurgia ficou com o rosto da Marilyn Monroe ele decide virar o Elvis! Sua vizinha, uma sadomasoquista é curiosamente uma cirurgiã plastica e com um acordo decide o presentear com a cirurgia.

Mas será que ficar com um belo rosto, pode ser a solução de seus problemas? Isso vamos descobrindo junto de Abel.


O livro por mais engraçado que seja contem uma bela lição de vida. Vamos descobrir que tudo, tudo que nos acontece na vida, é resultados de escolhas, decisões ou omissões nossas. Procurar a vida perfeita tentando ser  o que os outros querem, pode se mostrar mais uma grande bobagem do homem, sempre tentando viver e ser conforme a sociedade determina ser o melhor. Abel viveu a vida toda frustrado por não ser como os outros, concordo com ele em certo ponto, deve ser quase insuportável ser sempre a piada de todos, receber diariamente olhares piedosos e se sentir o excluído do mundo. Mas se tornar por fora aquilo que todos querem pode ser a solução? Poderá a pessoa que você é por dentro estar preparada para essa mudança, para virar essa nova pessoa? 


''Bem, pra mim, quem sempre teve a vida surrada com todos os
golpes de artes marciais possíveis, sair do hospital vestindo couro
e num Rolls Royce original era extremamente ilusório, parecia que
eu estava vivendo um sonho e dessa vez eu não dormi! Ainda:''




Gostei muito de como mostra graças a transformação de Abel, como as pessoas realmente são, como surgem amigos do nada, como a família fica mais carinhosa....mas como suspeitei, Abel não estava pronto para a mudança radical na sua vida. E com uma decisão de momento ele faz uma grande bobagem! Nessa hora fiquei com muita raiva.


''- Sabe? A gente não escolhe a quem vamos amar e como vamos
amar alguém, não mandamos informações concisas ao nosso
cérebro pedindo desesperadamente que ele ame ou se apaixone por
alguém, mas nós podemos escolher se vamos deixar de amar, podemos
mandar informações concisas ao cérebro para que ele pare
de pensar em alguém.''




O final do livro achei muito bom, teve muitas reviravoltas e tiramos grandes lições. Recomendo a todos que querem um ótimo passatempo, é um livro leve, apesar de temas tão polêmicos, sendo também fininho, o que é bom para os que tem dificuldades com livros enormes. O tema vai ser de agrados a diversos tipos de pessoas e de todos os sexos. A capa é muito bonita, e a diagramação é muito boa, letras de bom tamanho. Simplesmente perfeito para algumas horas de prazer com um bom livro, dando boas risadas.


''O ser humano quando é mesquinho (como eu fui) só quer
o que não pode ter, ele tem a necessidade de almejar o que não
pode alcançar, embora ele faça parecer que a bandeira branca está
erguida e a paz declarada, na verdade ele não se cansa em querer o
que almeja e se sente ferido por não ter o seu desejo concretizado''




Livro: Babilônia Encantada
Autor: Hugo Dalmon
Ano: 2012
Gênero: Romance
Páginas: 140

Onde comprar: Multifoco


Preciso dizer se recomendo? *__*

O autor:


Hugo Dalmon é filho de um metalúrgico e de uma dona de casa, ainda vivos, graças a Deus. Nascido no dia de finados, termina de escrever “Babilônia Encantada” próximo de contar 24 anos. Formado em Letras pelo Centro Universitário Geraldo di Biasi - campus de Volta Redonda - na turma de 2011. Apaixonado por todas as artes: desenha desde criança, tem alguns trabalhos em freelance com ilustrações, foi membro de um grupo teatral por em média 5 anos e é autor do blog #espaçozero desde 2008. Já foi também soldado recruta, vendedor de sapato, vendedor de acessórios underground, fotocopiador e atualmente atua apenas escrevendo em seu blog.

                                                                      
Blogs:     Espaço Zero                                      

                Infinito de Plástico


Twitter: @huggodalmon
              @blogandonozero 



Beijos
     Nita





7 comentários

  1. A-R-R-E-P-I-A-D-O

    Tô chocado com a resenha que você fez. A sensação que tive foi a de que nós dois conversamos por HORAS tudo que eu pretendia passar com o livro, você captou tudo que eu pretendia, desde o trecho do prólogo até o fim. Já li duas vezes, tô encantado e feliz por ter atingido o objetivo, ter consegui transmitir o que pretendia.
    Como eu já disse a vc, eu tava ansioso pra ler a sua opinião, porque vc come, bebe e respira leitura! É de extrema importância.
    Obrigadíssimo pelo carinho, pela oportunidade ao re-percurtir meu trabalho e por toda a atenção e paciência que teve comigo.
    Um 'mto obrigado', geralmente não transmite toda a energia que emanamos. Mas, acredite na sinceridade de cada palavra que estou te enviado.

    Um beijão no coração e, lembre-se sempre: Tenha bons sonhos! ;)

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Hugo! Eu gostei muito mesmo do seu livro, e vc nem imagina minha felicidade em poder conversar com o autor rs. A forma como vc mostra a sociedade moderna, a dificuldade que temos em a aceitarmos, misturando muito bom humor e momentos dramáticos me conquistou! Não vejo a hora de conhecer novos trabalhos seu. =) Bjos

    ResponderExcluir
  3. Aiii, amei a história do livro e a sua resenha Nita!!!! Deve ser muito bom mesmo, pois senti isso a cada palavra que você escreveu e nos trechos muito bem escolhidos que colocou no decorrer da resenha...
    Como já tinha te falado antes, fiquei um pouco confusa com a história...agora não sei se é por ela ser tão cheia de acontecimentos ou porque sou lerdinha mesmo..kkkk
    Já fui procurar no google como comprá-lo e assim que eu tiver um dinheirinho eu vou ter um!!!!!

    bjus

    ResponderExcluir
  4. Genteee que livro confusooo
    rsrs
    mas por parecer tão confuso tb parece ser bem divertido, e, pelo visto, vc achou isso mesmo!
    Fiquei bem curiosa =)

    Bjoo

    ResponderExcluir
  5. O livro parece ser bem divertido e interessante, sem contar que a capa é super bacana!

    Beijos,
    http://pitadadecultura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Que bom que gostou flor! Se quiser comprar tem o link desse post =)

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...