[RESENHA] Orgulho e Preconceito - Jane Austen (Pride and Prejudice)


Sinopse: Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína — recompensada, ao final, com uma felicidade que não lhe parecia possível na classe em que nasceu.



É uma verdade universalmente conhecida que um homem solteiro, possuidor de uma boa fortuna, deve deve estar necessitado de esposa



Hoje quero falar para vocês sobre a grande Jane Austen.  Esse livros eu achei em um bazar que eu fui.jogado lá no cantinho, e como não resisto a um livro (ainda mais tão sozinho o pobrezinho...rs) comprei e fui tratar de ler. No princípio eu achei a linguagem meio complicada, e ate deixei ele de lado um pouco... (e quem conhece o livro sabe bem do que estou falando.) por que é um livro de época, então usa palavras antigas, mais complexas e meio que desconhecidas, mas eu odeio começar um livro e não terminar, então sentei e comecei a ler de novo, e desta vez li mais de vagar relendo as partes mais complicadas (e ate usei um dicionário nas palavras desconhecidas) mas fiquem calmos não é um livro tão difícil e só que eu tenho a mania de ler com um dicionário e todas as palavras que não conheço de qualquer livro, fico procurando o significado.

 Conforme fui lendo, fui ficando muito amiga de Elizabeth, e comecei acha-lá muito engraçada de uma maneira sutil (ela tem o que chamamos de humor negro, faz escárnio dos costumes e pessoas da alta sociedade ) e bastou que me fosse apresentado Mr. Darcy (um homem elegante, culto, misterioso, um pouco orgulhoso mas só paras os que não o conhecem) que fiquei apaixonada, ele é diferente dos homens da época (apesar de esconder isso um pouco) quando dei por mim estava a horas lendo sem precisar de dicionário e nada, pois fui me familiarizado com o texto e por momentos (enormes) até me esqueci que eu não fazia parte da história, que meu tempo era outro. Não sei vocês mas para mim, um bom livro é aquele em que eu começo a ler e é como se entrasse no livro, fico em outro mundo, e me esqueço da realidade, e esse com certeza conseguiu me fazer isso. 
Apesar de ser outra época, as coisas como a família, não mudaram muito, os filhos homens até hoje tem privilégios e liberdades que os pais não dão para as garotas (mesmo muitas vezes elas sendo mais responsáveis que eles) as mães como sempre preocupadas com suas filhas, o que vão fazer quando crescerem, com quem vão casar? Será que vão se perder na vida, engravidar antes do casamento, e o pai sempre mais distante da educação dos filhos deixando quase tudo nos ombros da mãe. 
A sociedade também não mudou muito, até hoje as pessoas estão sempre representando papeis umas para as outras, no grande teatro da vida sempre tentando aparentar o que não se é, afim de que pessoas que você mal conhece te aprovem. 
As desigualdades sociais existem até hoje, como todos sabem. Por isso recomendo esse livro pelo qual me apaixonei  a todos não só por sem um grande clássico na literatura inglesa, e marcar a presença de uma escritora mulher (coisa que era horrível na época) mas também por que é realmente uma história maravilhosa, que vai saber te entreter e maravilhar durante a leitura. Para quem quiser existem filmes sobre esse livro que podem te dar uma boa dica do que esperar (mas mesmo vendo o filme aconselho a lerem o livro pois um filme de adaptação de um livro é como um resumo do mesmo, fazendo com que muitas partes legais e importantes fiquem de fora. 

Espero que gostem e boa leitura. Logo falarei sobre "Razão e sensibilidade" um outro livro da Jane Austen que vai te encantar e te fazer pensar muito, e fiquem a vontade para comentar.



E para dar o gostinho de quero mais aqui vai o trailer do filme baseado na obra de Jane Austen 





A obra literária de Jane Austen deu ao romance inglês o primeiro impulso para a modernidade, ao tratar do cotidiano de pessoas comuns. De aguda percepção psicológica, seu estilo destila sempre uma ironia sutil, dissimulada pela leveza da narrativa. Orgulho e Preconceito (1797) é a obra mais conhecida da autora. Jane Austen mostrou como o amor entre os protagonistas era capaz de superar barreiras de orgulho e preconceito, a diferença social entre eles e o escasso poder de decisão concedido à mulher na sociedade da época.A crítica veio a considerá-la a primeira romancista moderna da literatura inglesa.
Se ainda não entendeu a importância da obra para os ingleses, basta dizer que os súditos da Rainha elegeram Orgulho e preconceito o segundo livro mais importante de sua literatura, atrás apenas de O senhor dos anéis.

texto copiado do blog: http://ebooksgratis.com.br/




2 comentários

  1. eu li este livro, vc se arrepia da cabeça aos pés, [e uma coisa de doido!!
    Então o jardim secreto é este mesmo que vc pensou sim!

    ResponderExcluir
  2. Adorei o livro!! É perfeito! Lizzy s2!

    haha...

    Adorei a resenha.

    Beijão.

    vivianpitanca.blogspot.com.br/

    sucessoparaseublog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...