[Projeto] Em leitura Intensa – Peça-me o que quiser – Megan Maxwell



Primeiro volume de uma trilogia, Peça-me o que quiser, da escritora espanhola Megan Maxwell, é um romance sobre desejo, paixão e erotismo sem limites. Lançada na Espanha em novembro de 2012, a trilogia é um sucesso de vendas no país, aparecendo em todas as listas de mais vendidos.
Com tempero latino e uma abordagem excitante, a autora conta a história da secretária espanhola Judith Flores e seu chefe, o alemão Eric Zimmerman, também conhecido como Iceman: um homem muito sério e com os olhos azuis mais intensos e sexies que ela já viu.
Recém-chegado ao comando da empresa Müller, antes dirigida por seu pai, Eric tem uma atração instantânea pelo jeito divertido de Judith e exigirá que ela o acompanhe nas viagens de trabalho pela Espanha. Mesmo sabendo que está se metendo numa situação arriscada, a ideia de estar ao lado de Iceman é irresistível. Com ele, a jovem viverá experiências sexuais até então inimagináveis, em um universo de fantasias eróticas pouco convencionais.
Conciliando sexo e romantismo na medida exata, Peça-me o que quiser é uma história de amor cheia de encontros e desencontros, na qual os jogos eróticos, o voyeurismo e o desejo de ultrapassar todos os limites do prazer são os grandes protagonistas. Skoob

Como sempre, não tenho como falar da parte física do livro já que sou adepta do e-book Kindle. Ultimamente a maioria dos meus livros é em formato digital.  Mas já posso dizer que gostei da capa, é bem chamativa e atraente aos olhos do consumidor.

Sendo esse o segundo livro do nosso projeto de leitura Hot, fiquei um pouco decepcionada com os personagens, esperava bem mais. A Judith é, a meu ver, muito infantil para o gênero, ou melhor, imatura mesmo. Em muitos momentos chegou a ser irritante sua passividade com relação ao Eric. Já esse se mostra muito resolvido e maduro, porém em muitos momentos age como adolescente com os hormônios a flor da pele. É um personagem altamente instável.

No início da trama o leitor sente a escrita quase amadora. Muitas partes retratam linguagem coloquial, o que incomoda um pouco quando se está acostumado a ler grandes autores. Mas com o passar das páginas ou o leitor se acostuma, ou a autora vai mudando sua forma de abordagem. É difícil separar o momento exato em que acontece isso. Fato é que vai ficando um pouco mais agradável.

Não é um romance erótico qualquer. Esqueça se vem até ele esperando o bom e comum sexo entre duas pessoas que se amam. A leitura é bem mais ousada e quente. Chega a quebrar alguns dos meus paradigmas sobre esse tipo de leitura. A mocinha não é mais a desastrada de sempre, mesmo que tenha comportamento imaturo. E o Mocinho, apesar de continuar sendo o megamultimilionário, não curte o romance tórrido a dois. Espere grandes surpresas nessa obra.

Em muitos momentos me bateu uma vontade louca de largar esse livro para lá. Tudo nele me deixava aflita. Personagem, escrita, cenas de sexo. Fui guerreira e continuei, mas tenho em mente que foi a minha ultima leitura dessa série. Uma vez me disseram: abra sua mente e mergulhe no livro Peça-me o Que quiser. Acho que não abri o suficiente.

Como manda o figurino, aí estão os links para nossos blogs parceiros nesse Projeto. Leiam, comentem e curtam nossa saga literária:


Abrindo os trabalhos para o próximo mês vamos ler Juliette Society, por Sasha Grey


Se eu te contasse que existe um clube secreto, cujos membros pertencem à classe mais poderosa da sociedade - banqueiros, milionários, magnatas da mídia, CEO's, advogados, autoridades, traficantes de armas, militares condecorados, políticos, oficiais do governo e até mesmo o alto clero da Igreja Católica -, você acreditaria? Este clube se reúne sem regularidade, em um local secreto. Às vezes em locais distantes e às vezes escondidos. Mas jamais duas vezes no mesmo lugar. Normalmente, nem mesmo duas vezes no mesmo fuso horário.
E esses encontros, essas pessoas... não vamos enrolar, vamos chamá-las do que são, os Mestres do Universo. Ou o Braço Executivo do Sistema Solar. Então, essas pessoas, os Executivos, usam os encontros como uma válvula de escape do cansativo e estressante negócio de estragar ainda mais o mundo e criar novas maneiras sádicas e diabólicas de torturar, escravizar e empobrecer a população.
E o que eles fazem em seu tempo livre, quando querem relaxar? Deveria ser óbvio. Eles fazem sexo. Skoob

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...