[Resenha] O Artífice – Tony Ferraz


Autor: Tony Ferraz | Editora: Universo dos Livros | Páginas: 232 | ISBN: 9788579307133 | Skoob | Comprar |

Em dias de tempestade, um assassino que mata através de armadilhas extremamente elaboradas, um artista da morte, vem enganando a polícia londrina numa série de crimes únicos. A cada assassinato, o maníaco pinta um quadro de uma de suas vítimas. Deixando propositalmente pistas esotéricas que informam seu paradeiro, ele obriga o policial responsável pelo caso a procurar um monge, mestre em uma corrente esotérica oriental para tentar decifrá-las. Isso o leva a conhecer coisas, não só sobre o assassino, mas sobre si mesmo. Skoob
Atrás dessa capa bela com uma fênix em chamas se esconde um bom romance nacional, mas que se passa no estrangeiro. Li O artífice em dois dias, ou melhor, duas noites e foi o suficiente para o livro ser devorado. Muito rápido e gostoso de ler. No interior encontramos algumas fotos monocromáticas que simbolizam momentos do capítulo seguinte.


Essa foto aí me assustou! Não parece que tem alguém dentro do livro?
 Haryel Kitten é um daqueles famosos detetives ingleses que conseguem desvendar o crime mais complicado em poucos dias. Mas esse se vê envolvido numa trama que pode lhe custar a vida. Será que vale a pena se envolver tanto?

Basicamente temos um assassino em série que executa suas vítimas utilizando armadilhas engenhosas como flechas que disparam assim que a pessoa abre a porta ou minas em lugares estratégicos. A obrigação do Haryel é descobrir quem é esse psicopata, sua motivação e principalmente detê-lo.

Uma série de assassinatos na capital inglesa leva Haryel a uma busca não só pelo responsável, mas também pelo sentido de tudo aquilo, quem sabe até pelo sentido de sua vida. Várias questões teológicas do zen-budismo são colocadas de uma forma que o leitor começa também a se questionar. A vida e a morte existem? O que estamos fazendo da vidai e por que estamos aqui? Várias vezes me peguei refletindo sobre diversas teorias pouco convencionais do livro.
- Louco... O que você sabe sobre loucura? Cada vez mais eu percebo como você ainda é cego. Você acha que eu estou aqui? Acha realmente que há uma arma neste momento apontada para você? Você é um idiota. É tudo uma alucinação, sua vida é uma alucinação-(...)
Um toque sutil de humor é um aspecto interessante do livro já que todos estão tão tensos na busca pelo assassino, acredito que sirva para descontrair leitor e criar mais intimidade como o personagem.
- Sabe qual é o seu problema Paul? Você não presta atenção em evidências. Tem fé demais no que não vê e se recusa a enxergar o que está a sua frente.
- Exatamente o que meu psicólogo disse. Se eu soubesse desses seus dotes, não precisaria ter pagado três anos de terapia.

Não sei se minha opinião conta, mas acho que o monge budista que deveria ajudar o investigador, atrapalhou mais que ajudou, mas, ao menos, serviu para criar umas minhocas na minha cabeça.



Será que eu existo? 
Será que esse livro existe? 

Bem, não sei se existe, mas já virei fã do autor no skoob. 
Ah, e que final é aquele? :) Curti.
 




O Autor
 
Tony Ferraz nasceu em São Paulo, em 10 de Setembro de 1984. 
Sempre se interessou por escrever, por filosofia oriental e artes marciais. Viveu alguns anos no Rio Grande do Sul, e quando voltou, com a idade de 14, iniciou treinamentos com um mestre de Kung Fu Shaolin, que lhe ensinou, além da arte marcial, muito sobre o Zen/Chan e a psicanálise.

Aos 16 anos, fundiu a vontade de escrever três livros distintos - Um de contos Zen tradicionais, transmitidos oralmente, um de filosofia, e um romance policial - em um único volume, nascia "O Artífice". Por 11 anos, o livro ficou engavetado, até que o autor decidisse finalmente publicá-lo, sem reescrevê-lo. O livro contém o mesmo texto e ilustrações que ele havia produzido, mais de uma década antes.

Trabalhou com design, publicidade, internet e como executivo de comércio eletrônico de uma multinacional suíça. Em 2009, largou tudo para me dedicar às artes marciais. Hoje é atleta e compete Jiu-Jitsu internacionalmente. Tem também muitos hobbies diferentes relacionados à Arte, como desenho, pintura, mágicas, hipnose e compor canções.
 

2 comentários

  1. ...terei que comprar esse livro deve ser muito bom.
    Essa resenha me fez colocar mias um livro na minha "listinha" de novas aquisições :D
    Amei a resenha Jádia ;)

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Nossa, eu amei a resenha, não conhecia o livro e nem o autor, gostei de saber sua opinião e fiquei curiosa.
    A capa, sinopse e até o nome me chamou atenção, eu amo este gênero e vou procurar saber mais do livro (=

    Beijos!
    De tudo um pouco

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...