Cenas de 50 tons terão que ser regravadas!


Cenas de 50 tons terão que ser regravadas! Segundo informações do Entertainment Wise, algumas cenas da adaptação 50 Tons de Cinza, filme baseado no primeiro volume da trilogia erótica de E. L. James, deverão ser modificadas para a versão final do longa. 
Os atores Jamie Dornan (Christian Grey) e Dakota Johnson (Anastasia Steele) foram chamados de volta aos sets para refilmagens após a exibição do filme em uma sessão teste. É comum que filmes muito esperados façam sessões teste com membros selecionados do público-alvo e produtores para medir a reação e a aceitação, então é possível que as cenas dos protagonistas ainda não estejam à par das expectativas. 

O filme, como noticiado anteriormente, não terá cenas de sexo explícito, como é descrito no livro, de forma a diminuir a classificação etária e permitir que um público maior possa apreciar a obra no cinema, então as refilmagens devem servir para aumentar ou diminuir o conteúdo erótico. Em entrevista ao Today Show, o ator Jamie Dornan falou sobre as mudanças que os fãs podem esperar. É necessário fazer algo que a maioria das pessoas possam assistir. 

Não será um filme com cenas grotescas. Digo, de algumas maneiras, ele ultrapassará várias barreiras, mas, ao mesmo tempo, eles querem deixar o mais acessível possível. Eles não podem alienar parte do público. Precisa ser algo “assistível”, nada muito pesado. Eu não teria aceitado o papel se fosse diferente. ( Jamie Dornan) 50 Tons de Cinza estreará no Brasil no dia 12 de fevereiro e nos Estados Unidos no dia 13 de fevereiro, coincidindo com a comemoração norte-americana do Dia dos Namorados. #50tons





[Lançamentos] Editora Arqueiro - 13/10: O desertor, de Daniel Silva‏






“Uma mistura de Jason Bourne com James Bond... Um thriller fabuloso.” – Daily Mail

Em uma pacata casa na Úmbria, o restaurador de arte Alessio Vianelli trabalha em uma obra de Guido Reni a serviço do Vaticano. O que seus vizinhos não sabem é que aquele misterioso italiano é apenas mais um disfarce para o lendário ex-espião israelense Gabriel Allon.

Ainda se recuperando da última missão, ele recebe a visita de seu antigo
chefe, Uzi Navot, que lhe traz uma notícia chocante de Londres: Grigori Bulganov, o desertor russo que salvara a vida de Gabriel por duas vezes, sumiu sem deixar rastros.

Os serviços secretos britânicos não se importam com o caso, pois suspeitam que Bulganov seja um agente duplo que voltou para sua terra natal. Porém, Gabriel não acredita nessa hipótese e precisa provar que todos estão enganados antes que seu amigo seja morto.

Durante a investigação, ele volta a confrontar um antigo inimigo. Um dos homens mais poderosos e letais do mundo aproveita-se de um deslize seu para sequestrar uma das pessoas que o espião mais ama.

Transtornado, Gabriel parte numa jornada que atingirá o seu clímax nas congelantes florestas da Rússia. Nessa missão desesperada, ele está
disposto a dar a própria vida para se vingar.


Sobre o autor


 Filho de açorianos, Daniel Silva nasceu em Michigan e foi criado na Califórnia. Seguiu a carreira de jornalista e, por muitos anos, trabalhou na agência de notícias United Press International e na rede de TV CNN. Em 1995 resolveu perseguir seu verdadeiro sonho e passou a se dedicar integralmente à literatura. Lançado em 1996, seu primeiro livro, O espião improvável, imediatamente se tornou sucesso. Logo depois, os títulos da série protagonizada por Gabriel Allon consolidaram sua carreira e o levaram ao topo das principais listas de mais vendidos do mundo. Pela Arqueiro, publicou O caso Rembrandt, Retrato de uma espiã e Anjo caído. Atualmente, Daniel Silva é considerado um dos melhores autores de intrigas internacionais de sua geração. É casado com Jamie Cangel e tem dois filhos, Lily e Nicholas. Em 2009,foi nomeado para o Conselho do Museu Memorial do Holocausto, nosEstados Unidos.




Do romance ao erotismo por Haydêe Sant'Ana - Fui entrevistada!



Boa tarde!!!


Galera, saiu uma entrevista bem bacana comigo e outras blogueiras sobre literatura erótica. Querem ler?


Clique no link para ver a matéria na integra ;) 




Emma Watson faz discurso emocionante por igualdade de direitos na ONU

A atriz Emma Watson fez um belo discurso durante um evento da Organização das Nações Unidas para o lançamento da campanha HeForShe.

Confira abaixo o texto traduzido, extraído do site: Literatura Tortura.

 

“Hoje estamos aqui lançando a campanha HeForShe. Eu estou falando com vocês porque precisamos de ajuda. Queremos acabar com a desigualdade de gêneros – e pra fazer isso, todo mundo precisa estar envolvido.

Essa é a primeira campanha desse tipo na ONU. Precisamos mobilizar tantos homens e garotos quanto possível para a mudança. Não queremos só falar sobre isso. Queremos tentar e ter certeza que é tangível.

Eu fui apontada como embaixadora da boa vontade para a ONU Mulheres há seis meses e quanto mais eu falava sobre feminismo, mais eu me dava conta que lutar pelos direitos das mulheres muitas vezes virou sinônimo de odiar os homens. Se tem uma coisa que eu tenho certeza é que isso tem que parar.

Para registro, feminismo, por definição é a crença de que homens e mulheres devem ter oportunidades e direitos iguais. É a teoria da igualdade política, econômica e social entre os sexos.

Eu comecei a questionar as suposições baseadas em gênero quando eu tinha oito anos, fui chamada de mandona porque eu queria dirigir uma peça para nossos pais – mas os meninos não foram. Aos quatorze anos, sendo sexualizada por membros da imprensa. Com quinze anos, minhas amigas começaram a sair dos times esportivos porque não queriam parecer masculinas. Aos 18, meus amigos homens não podiam expressar seus sentimentos.

Eu decidi que eu era uma feminista. Isso não parecia complicado pra mim. Mas minhas pesquisas recentes mostraram que feminismo virou uma palavra não muito popular. Aparentemente, eu estou entre as mulheres que são vistas como muito fortes, muito agressivas, anti homens, não atraentes.

Por que essa palavra se tornou tão impopular?

Eu sou da Inglaterra e eu acho que é direito que me paguem o mesmo tanto que meus colegas de trabalho do sexo masculino. Eu acho que é direito tomar decisões sobre meu próprio corpo. Eu acho que é direito que mulheres estejam envolvidas e me representando em políticas e decisões tomadas no meu país. Eu acho que é direito que socialmente, eu receba o mesmo respeito que homens. Mas infelizmente, eu posso dizer que não existe nenhum país no mundo em que todas as mulheres possam esperar ver esses direitos.

Nenhum país do mundo pode dizer ainda que alcançou igualdade de gêneros. Esses direitos são considerados direitos humanos, mas eu sou uma das sortudas. Minha vida é de puro privilégio porque meus pais não me amaram menos porque eu nasci filha. Minha escola não me limitou porque eu era menina. Meus mentores não acharam que eu poderia ir menos longe porque posso ter filhos algum dia. Essas influências são as embaixadoras na igualdade de gêneros que me fizeram quem eu sou hoje. Eles podem não saber, mas são feministas necessários no mundo de hoje. Precisamos de mais desses. Não é a palavra que é importante. É a ideia e ambição por trás dela, porque nem todas as mulheres receberam os mesmos direitos que eu. De fato, estatisticamente, muito poucas receberam.

Em 1997, Hillary Clinton fez um famoso discurso em Pequim sobre direitos das mulheres. Infelizmente, muito do que ela queria mudar ainda é verdade hoje. Mas o que me impressionou foi que menos de 30% da audiência era masculina. Como nós podemos efetivar a mudança no mundo quando apenas metade dele é convidada a participar da conversa?

Homens, eu gostaria de usar essa oportunidade para apresentar o convite formal. Igualdade de gêneros é seu problema também.

Até hoje eu vejo o papel do meu pai como pai ser menos válido na sociedade. Eu vi jovens homens sofrendo de doenças, incapazes de pedirem ajuda por medo de que isso os torne menos homens – de fato, no Reino Unido, suicídio é a maior causa de morte entre homens de 20-49 anos, superando acidentes de carro, câncer e doenças de coração. Eu vi homens frágeis e inseguros sobre o que constitui o sucesso masculino. Homens também não tem o benefício da igualdade.

Nós não queremos falar sobre homens sendo aprisionados pelos esteriótipos de gênero mas eles estão. Quando eles estiverem livres, as coisas vão mudar para as mulheres como consequência natural. Se homens não tem que ser agressivos, mulheres não serão obrigadas a serem submissas. Se homens não tem a necessidade de controlar, mulheres não precisarão ser controladas. Tanto homens quando mulheres deveriam ser livres para serem sensíveis. Tanto homens e mulheres deveriam ser livres para serem fortes.

É hora de começar a ver gênero como um espectro ao invés de dois conjuntos de ideais opostos. Deveríamos parar de nos definir pelo que não somos e começarmos a nós definir pelo que somos. Todos podemos ser mais livres e é isso que HeForShe é sobre. É sobre liberdade. Eu quero que os homens comecem essa luta para que suas filhas, irmãs e esposas possam se livrar do preconceito, mas também para que seus filhos tenham permissão para serem vulneráveis e humanos e fazendo isso, sejam uma versão mais completa de si mesmos.

Você pode pensar: Quem é essa menina de Harry Potter? O que ela está fazendo na ONU? É uma boa questão e acreditem em mim, eu tenho me perguntado a mesma coisa. Não sei se sou qualificada para estar aqui. Tudo que eu sei é que eu me importo com esse problema e eu quero melhorar isso. E tendo visto o que eu vi e sendo apresentada com a oportunidade, eu acho que é minha responsabilidade dizer algo. Edmund Burke disse: “Tudo que é preciso para que as forças do mal triunfem é que bons homens e mulheres não façam nada.”

Cheia de nervos para esse discurso e em um momento de dúvida eu disse pra mim mesma: se não eu, quem? Se não agora, quando? Se você tem as mesmas dúvidas quando apresentado uma oportunidade, eu espero que essas palavras possam ajudar.

Porque a realidade é que se a gente não fizer nada, vai demorar 75 anos, ou até eu ter quase 100 anos antes que mulheres possam esperar receber o mesmo tanto que os homens no trabalho. 15.5 milhões de garotas vão se casar nos próximos 16 anos como crianças. E nas taxas atuais não vai ser até 2086 até que todas as crianças da África rural possam receber educação fundamental.

Se você acredita em igualdade, você pode ser um desses feministas que não sabem sobre os quais eu falei mais cedo. E por isso, eu te aplaudo.

Estamos lutando, mas a boa notícia é que temos a plataforma. É chamada HeForShe. Eu convido você a ir em frente, ser visto e se perguntar: se não eu, quem? Se não agora, quando?

Obrigada.”




[Lançamento Arqueiro] Ligeiramente casados, de Mary Balogh‏





''Mary Balogh começa esta série de seis livros com um casamento de
conveniência entre dois dos personagens mais autossuficientes que já conheci. É uma alegria acompanhá-los na descoberta de que podem, sim,
precisar de outra pessoa.” – Rakehell Reviews




À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse – “Custe o que custar!”.
Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum.
Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele – o que acontecerá em quatro dias.
Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar.
Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados...
Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo – e seduzem a cada página.

SOBRE A AUTORA:
Mary Balogh nasceu e foi criada no País de Gales. Ainda jovem, se mudoupara o Canadá, onde planejava passar dois anos trabalhando como professora. Porém ela se apaixonou, casou e criou raízes definitivas do outro lado do Atlântico.
Sempre sonhou ser escritora e tinha certeza de que, no dia em que escrevesse um livro, ele seria ambientado na Inglaterra do Período da Regência. Quando sua filha mais nova tinha 6 anos, Mary finalmente encontrou tempo para se dedicar ao antigo sonho. Depois de três meses escrevendo na mesa da cozinha, a primeira versão de sua obra de estreia estava pronta. Publicada em 1985, deu a Mary o prêmio da Romantic Times de autora revelação na categoria Período da Regência. Em 1988, depois de vinte anos de magistério, ela passou a se dedicar apenas aos livros.

Hoje Mary Balogh é presença constante na lista de mais vendidos do The New York Times e vencedora de diversos prêmios literários.




[Resenha] Geek Love O Manual do Amor Nerd - Eric Smith




| Autor: Eric Smith | Selo: Gente | Páginas: 208 | ISBN: 9788573129557 Skoob Comprar |

Eric Smith sabe mais do que ninguém que existem prazeres imensos na vida geek. Amigos incríveis, conversas até de madrugada sobre realidades alternativas ou até mesmo o simples prazer de ler aquele lançamento de quadrinhos. No entanto, chega um momento na vida de todo nerd em que o amor bate à porta e daí vem a hora de jogar o xadrez tridimensional que é o mundo dos solteiros. Não se desespere, jovem Padawan! Deixe Smith guiá-lo por esse caminho e descubra que amar é muito mais do que flores e bombons. Afinal, nada é normal na vida do nerd, e o amor não é senão o mais extraordinário dos fenômenos humanos. 

O livro tem uma capa fofa, diagramação bem trabalhada com belíssimos detalhes internos, mas não curti a leitura. Eu sabia que Geek Love - O Manual do Amor Nerd não era muito o meu estilo de livro, mas sempre dizem para dar oportunidade ao novo, não é mesmo? E Eu esperava me enganar e ficar de fato encantada com o livro, o que não ocorreu.

Como o próprio título diz, trata-se de um manual que ajuda nerds a encontrarem um par, tem dicas bacanas, então acho uma leitura super válida para rapazes (que são o público alvo) e até para moças. O livro também faz o leitor abrir o olho para o fato de que quando você está um relacionamento às vezes é necessário ceder e ter empatia, ou seja, se colocar no lugar do outro para saber o que um determinado comportamento seu irá ocasionar ao próximo. 

Sabe aqueles livros de auto ajuda bem leves, repletos de dicas e que muitas vezes nem parecem que são de auto-ajuda? Então Geek Love é esse tipo de livro. O autor dá várias dicas sobre interação, o que se deve fazer quando for puxar conversa com uma pessoa do sexo oposto, quando você for ao primeiro encontro, o que usar, o que fazer, o que não fazer entre outras coisas. 

Narrado em primeira pessoa o autor fala diretamente com leitor nomeando-o como ''player 1''. Geek Love é cheio de referências a vários jogos e filmes, e confesso que fiquei meio dispersa por não conhecer e saber do que se tratava certas obras citadas; e em certas partes parecia que o autor estava falando com nerds desesperados e que nunca falaram com outras mulheres excetuando a própria mãe.

Enfim, o livro é interessante, só que não é compatível comigo, acho que se eu o tivesse lido quando tinha uns 14/15 anos teria curtido a leitura. Mas tenho certeza que você irá extrair ótimas dicas desse livro para empregar na sua vida.

[Lançamentos] Amaldiçoadas - As crônicas das irmãs bruxas II - Arqueiro





Em OUTUBRO!

Novidade da Arqueiro \\O  

Após escolher servir à Irmandade e abandonar sua posição social e sua família, Cate Cahill vai enfrentar dilemas muito maiores.

Os Irmãos da Fraternidade estão cada vez mais ávidos por controle. Eles não apenas continuam fazendo de tudo para exterminar as bruxas, como agora também desejam acabar com a autonomia de todas as mulheres, por meio de um decreto que as proíbe de trabalhar e estudar.

Este é o segundo volume da trilogia As Crônicas das Irmãs Bruxas, de Jessica Shea Spotswood.




[Resenha] Proibido - Tabitha Suzuma


| Autor: Tabitha Suzuma | Editora: Editora Valentina | Páginas: 304 | ISBN: 9788565859363 | Skoob | Comprar |

Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis. Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes. Eles são irmão e irmã. Mas será que o mundo receberá de braços abertos aqueles que ousaram violar um de seus mais arraigados tabus? E você, receberia? Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade. Skoob

Acredito que a capa é o cartão de visita do livro, e essa é simplesmente linda e tocante. Sem saber do que se tratava já me interessei pelo livro quando o vi pela internet. Existem outras capas pelo mundo, mas a capa branca com as mãos dos irmãos segurando uma rosa é a mais bonita sem dúvidas. A mão do irmão envolvendo a da irmã traz uma sensação de cuidado e carinho, já a rosa que as duas mãos envolvem nos remete a suavidade e delicadeza. O arame farpado com certeza é a proibição do ato. E ela diz muito sobre a história em poucos artifícios.

Apesar de não ser uma história real, foi baseado em pesquisas com irmãos que sentiram o mesmo amor que Maya e Lochan, e muito da experiência de vida da própria autora.  Incesto consensual não é um termo nada agradável ou comum de se escutar, mas é o tema desse livro.
E eu sei como ele se sente... é tão bom que dói. Acho que vou morrer de felicidade. Acho que vou morrer de dor.
Lochan e Maya Withely são os dois irmãos mais velhos de uma família de cinco filhos. Suas vidas são bem diferentes das de outros jovens da mesma idade. Tão jovens e já possuem uma responsabilidade de gente grande: cuidar de seus três irmãos mais novos, enquanto sua mãe vive como solteira com seu novo namorado. Não podem contar nem com o seu pai que já não os vê há muito tempo.

Estudo, levar e buscar os irmãos na escola, fazer compras e almoço, e ainda se preocupar com o risco constante do serviço social aparecer em casa. Muita responsabilidade para garotos de 16 e 17 anos. Mas o que vemos nessa família é um misto de carinho e atenção que não se vê em muito lar estruturado por aí. Lochan sempre preocupado em atender todas as necessidades de seus irmãos é um “pai” invejável, e Maya sempre tão carinhosa e dedicada é uma “mãe” para Willa, Tiffin e Kit (o irmão rebelde).

Quando iniciei a leitura imaginei que seria uma apelação a ponto de fazer o leitor ficar com raiva da situação, mas as coisas acontecem tão suavemente e com tanto sutileza que, sinceramente, não conseguir sentir asco da relação entre os irmãos. Lochan ama Maya de forma tão intensa e depende tanto de seu amor que faz o leitor torcer por um final inusitado, tipo coisa de novela mesmo. Mas esse é um livro que fala da vida real e não tem nada de fantasia ou sonho nele. Nada utópico. A realidade do alcoolismo de sua mãe, seu descaso com os filhos tornam esse amor ainda mais pertinente.
Como pode algo tão errado nos fazer sentir tão bem?
Em uma rotina tão agitada e fora dos padrões, Lochan ainda convive com um mal que o assombra assim que sai de casa. Ele não consegue se relacionar com seus colegas e prefere passar invisível pelas aulas, até que sua professora de inglês percebe e decide provocá-lo a enfrentar essa situação. A narrativa nos faz sentir o que Lochan sentiu em cada situação, e confesso que li essas partes com um aperto no peito e uma angústia que não passava.   
Hey, hey, me escuta. Há muita ajuda disponível. Há o conselheiro da escola, mas você pode falar com qualquer um de seus professores, também posso recomendar ajuda externa se você não quiser envolver a escola. Você não tem que carregar esse peso sozinho.
Esse foi um livro que me pegou pelo pé e me conquistou. Chorei tal a intensidade do amor de Lochan. Chorei pela frustação de Maya. Resumindo, chorei de felicidade e tristeza. Mas antes de ler vejam o vídeo que a EditoraValentina publicou.


Tive a oportunidade de ler esse livro em formato digital pelo kindle e já estou com vontade de tê-lo em minha estante. Adoro temas que me chocam, afinal a literatura não está aí para nos transportar para outras realidades? Leiam de mente aberta e coloquem seus preconceitos de lado.


Tabitha Suzuma
A Autora

Tabitha Sayo Victoria Anne Suzuma nasceu em Londres, filha de mãe inglesa e pai japonês, a mais velha de cinco filhos. Ela frequentou o liceu francês, mas saiu da escola aos catorze anos. Dez anos depois, ela se tornou professora e escreveu seu primeiro livro, A Note of Madness. Ela ainda escreveu mais três obras para o público jovem adulto: From Where I Stand, A Voice in the Distance e Without Looking Back. Seu trabalho mais famoso, Forbidden, conta a história de um romance incestuoso entre um irmão e uma irmã. Sua obra mais recente é Hurt, livro lançado em 2013.

[Lançamentos] Novo Conceito arrasando em Setembro!

 Bom dia galeraaaaaaa!

Espiem o que esta saindo direto do forno da Novo Conceito \\O Lançamentos de Setembro para acabar com seu salário kkkk.

Boas Leituras! 

Título: O Homem Perfeito
Autor: Vanessa Bosso


E vejam só! Livro nacional chegando... E não é que a rainha brasileira do Amazon assinou com a NC? Não é por nada não, mas ficou lindo seu livro de capa nova! *__* Vanessa divando minha gente.

Melina teve alguns relacionamentos ruins, outros péssimos... Mesmo assim, ela não desiste: um dia ainda vai encontrar alguém que a complete e que entenda algumas manias fofas que ela tem como comprar mais sapatos do que pode guardar ou tomar uma multa ou outra por excesso de velocidade. Ela faz a sua parte escrevendo um pedido ao universo, no qual descreve esse ser incrível nos mínimos detalhes. Agora é só esperar, certo? Melina não imagina, porém, que esse presente dos céus já existe, mas foi parar nos braços de uma mulher in-su-por-tá-vel. O que fazer quando o destino insiste em brincar com a sua paciência? 


Título: Para Onde Ela Foi - Se Eu Ficar - Livro 02
Autor:  Gayle Forman


Filme lindo! E para quem saiu surtando nos cinemas querendo a continuação... Olha ela ai ;)


A ESPERADA CONTINUAÇÃO DE SE EU FICAR. “Meu primeiro impulso não é agarrá-la nem beijá-la. Eu só quero tocar sua bochecha, ainda corada pela apresentação desta noite. Eu quero atravessar o espaço que nos separa, medido em passos – não em milhas, não em continentes, não em anos –, e acariciar seu rosto com um dedo calejado. Mas eu não posso tocá-la. Esse é um privilégio que me foi tirado.” Com a mesma força dramática de Se Eu Ficar, agora pela voz de Adam, Para Onde Ela Foi expõe o desalento da perda, a promessa da esperança e a chama do amor que renasce.



Título: Atrás do Espelho - Splintered - Livro 02
Autor: A. G. Howard



Em O Lado mais Sombrio , a releitura dark de Alice no País das Maravilhas , Alyssa Gardner foi coroada Rainha, mas acabou preferindo deixar seus afazeres reais para trás e viver no mundo dos humanos. Durante um ano ela tentou voltar a ser a Alyssa de antes, com seu namorado, Jeb, sua mãe, que voltou para casa, seus amigos, o baile de formatura e a promessa de ter um futuro em Londres. No entanto, Morfeu, o intraterreno sedutor e manipulador que povoa os sonhos de Alyssa, não permitirá que ela despreze o seu legado. O mesmo vale para o País das Maravilhas, que parece não ter superado o abandono. Alyssa se vê dividida entre dois mundos: Jeb e sua vida como humana... e a loucura inebriante do mundo de Morfeu. Quando o reino delirante começa a invadir sua vida real , Alyssa precisa encontrar uma forma de manter o equilíbrio entre as duas dimensões ou perder tudo aquilo que mais ama. 


Título: O Lago Místico
Autor: Kristin Hannah


Esposa e mãe perfeita, Annie vê o seu mundo desabar de uma hora para outra quando é abandonada pelo marido. A fuga momentânea é para Mystic, a pequena comunidade onde ela cresceu e onde o seu pai ainda vive. Lá, Annie começa a se reerguer novamente, descobrindo o amor por si mesma, por um velho amigo solitário e por uma garotinha que acaba de perder a mãe. Tudo está se encaixando na vida de Annie. Nick e Izzy se tornaram uma parte importante de seu processo de cura, e ela também se tornou essencial para a sobrevivência da relação entre pai e filha. Até que o seu ex-marido reaparece... e a tranquilidade rapidamente dá lugar ao desespero. Kristin Hannah encanta mais uma vez com uma história comovente, sensível e verdadeira sobre perda, paixão e os fios frágeis que unem as famílias.



Título: Aconteceu em Veneza - Eve Dexter - Livro 02
Autor: Molly Hopkins


Evie *__* Amei aconteceu em Paris, nunca ri tanto na minha vida! Super recomendo ;)


Bem-vindo a Veneza, a Cidade do Amor. Ele traiu, mas foi uma única vez! Evie Dexter prometeu perdoar seu noivo, Rob e todos os esforços para absolvê-lo de seus pecados estão valendo a pena: nos últimos 10 dias, ela só o chamou de cafajeste 11 vezes. Graças aos céus, sua carreira de guia de turismo está indo muito bem. Evie já conheceu a elegante Dublin, a estilosa Marrakesh e a descolada Amsterdã. Quando é convidada para visitar, com todo o luxo e glamour, a sensual cidade de Veneza, com seu vinho delicioso e os italianos impetuosos, ela agarra a oportunidade com unhas e dentes. Se você está à procura de romance, já encontrou o seu destino: embarque em Aconteceu em Veneza, viaje com Evie e tente responder a esta pergunta: o que você faria se estivesse no lugar dela? 


Título: O Desafio de Ferro - Magisterium - Livro 01
Autor:  Holly Black e Classandra Clare


AMIGOS E INIMIGOS. PERIGO E MAGIA. MORTE E VIDA. A maioria dos garotos faria qualquer coisa para passar no Desafio de Ferro. Callum Hunt não é um deles. Ele quer falhar. Se for aprovado no Desafi o de Ferro e admitido no Magisterium, ele tem certeza de que isso só irá lhe trazer coisas ruins. Assim, ele se esforça ao máximo para fazer o seu pior... mas falha em seu plano de falhar. Agora, o Magisterium espera por ele, um lugar ao mesmo tempo incrível e sinistro, com laços sombrios que unem o passado de Call e um caminho tortuoso até o seu futuro. Magisterium O Desafio de Fero nasceu da extraordinária imaginação das autoras best-sellers Holly Black e Cassandra Clare. Um mergulho alucinante em um universo mágico e inexplorado.
 


Título: Louco por Você - Falling - Livro 01
Autor: Jasinda Winder


Nell e Kyle são amigos desde a infância. Sempre fizeram tudo juntos, então ela nem se lembra de quando se tornaram realmente um casal. Quando Kyle morre da forma mais repentina, o mundo de Nell é lançado em um abismo de incertezas e dor. É quando Nell conhece Colton, irmão de Kyle e até então um completo desconhecido para ela. Estranhamente, é como se Colton a conhecesse há muito tempo... é como se ele a conhecesse por dentro. Ambos passam, então, a lutar para seguir em frente da melhor maneira possível. Nell, sufocada pelo peso da culpa.Colton, lutando contra a força que o arrasta em direção a ela... Cada um à sua maneira, os dois precisam desesperadamente encontrar o sentido da cura e do perdão. Em Entre a paixão e a dor, Jasinda Wilder combina o calor do desejo com a angústia, a perda da inocência, o luto e as tentativas de recomeço. O resultado é uma viagem ao mesmo tempo sensual e melancólica que ficará gravada em sua pele muito tempo depois que esta história terminar.


Título: Superação
Autor:  Nick Vujicic


Nick Vujicic sabe que não existe esperança maior do que confi ar nos planos de Deus para a sua vida. Nascido sem os braços e as pernas, Nick já vivenciou picos de confiança e também já se entregou ao desespero. E ele superou todas as circunstâncias e barreiras físicas ao abraçar sua fé e compreender o amor sem limites e o poder que Deus concede a todas as pessoas. Agora, Nick deseja que você renove a sua esperança. Em 50 reflexões inspiradoras, ele compartilha uma sabedoria eloquente, adquirida da maneira mais penosa, para ajudar você a encarar os obstáculos com serenidade e coragem. Encontre a motivação que buscava para vencer as dificuldades em qualquer área da sua vida: dúvidas sobre a sua fé, problemas de relacionamento, dificuldades no campo profissional, questões ligadas à saúde ou à autoestima. A atitude positiva deste palestrante admirado em todo o mundo e o seu encorajamento baseado na Bíblia irão transformar sua vida e mostrar que você pode superar qualquer limitação, porque Deus não conhece limites.


Título: Simplesmente Acontece
Autor:  Cecelia Ahern


O que acontece quando duas pessoas que foram feitas uma para outra simplesmente não conseguem ficar juntas? Todo mundo acha que Rosie e Alex nasceram para ser um casal. Todo mundo menos eles mesmos. Grandes amigos desde criança, eles se separaram na adolescência, quando Alex se mudou com sua família para os Estados Unidos. Os dois não conseguiram mais se encontrar, mas, através dos anos, a amizade foi mantida através de emails e cartas. Mesmo sofrendo com a distância, os dois aprenderam a viver um sem o outro. Só que o destino gosta de se divertir, e já mostrou que a história deles não termina assim, de maneira tão simples.



[Resenha] O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares – Srta Peregrine livro 1 – Ransom Riggs




| Autor: Ransom Riggs | Editora: Leya | Páginas: 335 | ISBN: 9788580442670 | Skoob | Comprar |
Tudo está à espera para ser descoberto em O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, um romance inesquecível que mistura ficção e fotografia em uma experiência de leitura emocionante. Nossa história começa com uma horrível tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo, por mais impossível que pareça, ainda podem estar vivas. Uma fantasia arrepiante, ilustrada com assombrosas fotografias de época, O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares vai deliciar adultos, adolescentes e qualquer um que goste de aventuras sombrias. Skoob
Esse é o tipo de livro que você vai querer ter a todo custo em sua estante, devido ao capricho em sua apresentação. A capa por si só já mete medo. Com uma foto de crianças onde os rostos são propositalmente danificados para que não saibamos muita coisa sobre elas. Marcas de pequenas mãos aumenta o ar sombrio da capa. Ou seja, é linda e sinistra.


Em papel amarelado e riquíssima em detalhes, as paginas parecem de um livro antigo. Muitas fotos ilustram os capítulos e tornam a experiência de leitura ainda mais intensa e arrepiante. E o mais interessante é que as fotos são reais, retiradas de álbuns de colecionadores aficionados por imagens de aberrações e personagens circenses. Mas algumas são visivelmente manipuladas para parecerem ainda mais esquisitas. Só não se sabe se essas manipulações foram feitas para o livro, acredito que não, parecem toscas, coisa antiga mesmo.
Na minha infância, vovô Portman era a pessoa mais fascinante que eu conhecia.
Jacob é um garoto normal de 11 anos, porém se relaciona melhor com o seu avô do que com seus pais. Abe, seu avô, sempre contava histórias fantásticas sobre seu passado. Por ser um refugiado de guerra e órfão viveu toda a sua infância e adolescência em um orfanato um tanto estranho com crianças bem peculiares. Mas Jacob nunca acreditou muito nessas histórias até acontecer algo trágico que mudou sua vida.
Toda vez que ele os descrevia, acrescentava algum novo detalhe assustador: fediam como lixo podre; eram invisíveis, exceto por suas sombras; tinham tentáculos retorcidos escondidos na boca que podiam se lançar em um instante e puxar você para dentro de suas mandíbulas poderosas.
Ele parte com seu pai para uma ilha sinistra em busca do passado narrado por seu avô. Descobre coisas arrepiantes e muita coisa legal. Então o livro é assim, uma mistura de fantasia e terror, em doses homeopáticas. Mas como eu sou um tanto medrosa posso dizer que alguns relatos mexeram com meus nervos. O início é tranquilo e bem bucólico, e por volta da metade da narrativa as coisas começam a acontecer de fato.
Um murmúrio circulou entre eles, que se levantaram e foram embora. Seu movimento repentino soltou alguma coisa em mim, e reencontrei minha voz e gritei para que esperassem, mas eles já pisavam as tábuas do assoalho na direção da porta. Saí correndo por cima dos destroços, tropeçando às cegas pela escuridão do porão até a escada, mas quando cheguei lá em cima, onde a luz do dia desaparecida de algum modo havia voltado, eles tinham sumido da casa.
Li alguns comentários criticando o livro pela net. Apesar de respeitar esses pontos de vista já o classifiquei como favorito da minha estante.  Talvez se deva ao fato do capricho do livro, imagens e tudo mais que foi utilizado para encantar o leitor. Certo é que funcionou comigo.


Agora só me resta esperar o lançamento em português da sequência que se chama em inglês Hollow City. Minha vida é esperar...



O Autor
Ransom Riggs cresceu na Flórida, mas agora reside na terra das crianças peculiares, Los Angeles. Formou-se na Escola de Cinema e TV da Universidade do Sul da Califórnia. Realizou alguns curtas-metragens  premiados e nas horas vagas é blogueiro e repórter especializado em viagens. Sua série de ensaios de viagem, Strange Geographies, pode ser lida em mentalfloss.com ou ransomriggs.com este é o seu primeiro romance.

[Novidades] Capa e título do novo livro de Stephen King




A Suma das Letras apresentou a capa e título do novo livro de Stephen King, com lançamento em novembro.

Mas, Suma de Letras Brasil, por que Doutor Sono?

Porque se trata do apelido de Danny Torrance e optou-se pela forma traduzida "Doutor sono" na narrativa. Assim, mantivemos a forma traduzida também no título.


Preço R$44,90.
Páginas: 480.
Tradução: Roberto Grey.


Pré-venda: previsão de início em 15 de setembro







13 livros perturbadores que vocês precisam ler!

Bom dia galera!

Aqui vai uma listinha de 13 livros perturbadores que vocês precisam ler para ontem! Começando a semana daquele jeito kkk 

Quem ai já leu algum da lista? Nos contem o que acharam *__*




"Proibido" (Tabitha Suzuma) - O livro da autora britânica fala sobre a história de amor dos irmãos Maya e Lochie. Abandonados pelo pai e filhos de uma mãe alcóolatra que mal aparece em casa, os dois adolescentes acabam tomando a responsabilidade de cuidar da casa e de seus três irmãos mais novos, o que fazem eles terem uma vida semelhante a de marido e mulher.





"Lolita" (Vladimir Nabokov) - Publicado em 1955, o livro do escritor russo chegou a ser banido nos EUA por tratar da paixão doentia de um professor de cerca 40 anos por sua enteada, Lolita, uma garota de 12 anos. O relacionamento entre os dois protagonistas é considerado um caso de pedofilia.



 


"O Ateneu" (Raul Pompeia) - O clássico lançado em 1888 seria apenas um romance sobre o tratamento abusivo em colégios internos se o protagonista, o menino Sérgio, não tivesse e presenciasse relacionamentos homossexuais entre os alunos, o que deixou muita gente da época boquiaberta.



 


"Eu, Christiane F, 13, drogada e prostituída" - No livro, lançado em 1978 pelos jornalistas Kai Herrmann e Horst Rieck, a alemã Christiane Vera Felscherinow narra o começo de sua adolescência nas ruas de Berlim dos anos 1970. Ainda muito jovem, a garota acaba se viciando em heroína e se prostitui para conseguir comprar a droga. A trajetória dela é lida por adolescentes do mundo todo como uma forma de conscientizar sobre a dependência química.




 



 "Feliz Ano Velho" (Marcelo Rubens Paiva) - O autor mostra, na obra de 1982, como conseguiu se adaptar após um acidente que o deixou paraplégico em 1979. Ele mostra os romances e a carreira musical como estudante da Unicamp. O livro foi best-seller nos anos 1980 e já ganhou peças de teatro e filmes.





"Confissões de Adolescente" (Maria Mariana)- Adaptação da peça de teatro, de 1992, a obra, escrita por Maria Mariana, mostra suas descobertas adolescentes, como a primeira vez que fumou maconha e um aborto que fez ao engravidar acidentalmente. Algumas pessoas acham que o livro trata muito francamente de assuntos que ainda são tabus.



 


"O Apanhador no Campo de Centeio" (J. D. Salinger) - A história de Holden Caulfield causou, em 1951, manifestações de pais indignados com o livro, best-seller na época de lançamento. Rebelde e cínico, o adolescente, que vai para Nova York após ser expulso do colégio interno, foi visto como uma má influência para os jovens dos anos 1950.





"100 Escovadas antes de ir para Cama" (Melissa Panarello) -  A jovem siciliana resolveu lançar, em 2003, parte do diário sexual que manteve por dois anos. O relato começa quando a protagonista tem 15 anos e perde a virgindade. A partir daí, começa a experimentar os limites de sua sexualidade em orgias, sadomasoquismo e experiências homossexuais.





"As Vantagens de ser Invisível" (Stephen Chbosky) - No começo dos anos 1990, o adolescente Charlie decide mandar cartas para um rementente desconhecido quando o melhor amigo se suicida. Claramente depressivo, o garoto vive um ano de descobertas ao lado dos novos amigos que faz quando entra para o ensino médio. Banido até hoje em algumas bibliotecas dos EUA, a obra é acusada de incentivar o uso de drogas e de relações homossexuais.





"Eleanor & Park" (Rainbow Rowell) - Lançado em 2013, o romance young adult é um dos mais comentados do momento ao retratar o relacionamento entre um garoto descendente de coreano e uma garota bastante insegura. Violência doméstica e racismo são alguns assuntos retratados na obra.



 


"Hell - Paris 75016" (Lolita Pille) - Publicado em 2003, a obra mostra a vida de jovens da alta sociedade parisiense, regada a drogas e álcool, além de sexo sem compromisso. A protagonista, Hell, começa um relacionamento com Andrea, mas ambos não sabem lidar com excessos.



 



"Os Sofrimentos do Jovem Werther" (Goethe) - Quase autobiográfico, o livro de 1774 é a reunião de uma série de cartas de Werther para seu amigo, Wilhelm, falando sobre o sofrimento por não se casar com sua amada, Charlotte. Há relatos de que, na época do lançamento, o livro causou uma onda de suicídios na Europa.




Maldade - Danielle Steel - ''Assassinado, pedofilia, estrupo''- A autora conta a história comovente de uma heroína que luta para sobreviver aos fantasmas do passado e reencontrar a felicidade. A história de uma adolescente que no dia do enterro de sua mãe, comete um assassinato: mata seu próprio pai.





Louco por você - Falling - Livro 01 - Jasinda Wilder



Louco por você


Nell e Kyle são amigos desde a infância. Sempre fizeram tudo juntos, então ela nem se lembra de quando se tornaram realmente um casal. Quando Kyle morre da forma mais repentina, o mundo de Nell é lançado em um abismo de incertezas e dor. É quando Nell conhece Colton, irmão de Kyle e até então um completo desconhecido para ela.
 Estranhamente, é como se Colton a conhecesse há muito tempo... é como se ele a conhecesse por dentro. Ambos passam, então, a lutar para seguir em frente da melhor maneira possível. Nell, sufocada pelo peso da culpa.Colton, lutando contra a força que o arrasta em direção a ela... Cada um à sua maneira, os dois precisam desesperadamente encontrar o sentido da cura e do perdão.
 Em Entre a paixão e a dor, Jasinda Wilder combina o calor do desejo com a angústia, a perda da inocência, o luto e as tentativas de recomeço. O resultado é uma viagem ao mesmo tempo sensual e melancólica que ficará gravada em sua pele muito tempo depois que esta história terminar.