[Resenha] Quando Eu Era Joe - Joe - Livro 01 - Keren David



Quando Eu Era Joe

| Autor: Keren David | Selo: Novo Conceito | Páginas: 318 | ISBN: 9788581633398 | Skoob | Comprar |

Imagine o que é perder, em uma única noite, sua casa, seus amigos, Como é possível viver mentindo sobre todas as coisas? Sua escola e até mesmo o seu nome. Aos 14 anos, Ty presencia um crime bárbaro num parque de Londres. A partir desse momento, tudo muda para ele: a polícia o inclui no programa de proteção à testemunha, e Ty é obrigado a assumir uma vida diferente, em outra cidade. O menino ingênuo, tímido, que costumava ser a sombra do amigo Arron, matricula-se na nova escola como Joe... E Joe não poderia ser mais diferente de Ty: faz sucesso com as meninas, torna-se um corredor famoso... Joe é tão popular que acaba incomodando os encrenqueiros da escola. Ser Joe é bem melhor do que ser Ty. Mas, logo agora, quando ele finalmente parece ter se encaixado no mundo, os atentados e ameaças de morte contra sua família o obrigam a viver no anonimato, em fuga constante e sob a pressão de prestar depoimentos sobre uma noite que ele gostaria de esquecer. Um livro – de tirar o fôlego! – sobre coragem e sobre o peso das consequências do que fazemos.

"Penso se um dia voltarei a ser Ty de novo e poderei dizer: "Uma vez tive que me esconder porque testemunhei um crime. Não foi tão ruim assim quando eu era Joe". É inimaginável. Isso nunca vai ser algo sobre o que eu poderei falar.

Quando eu era Joe é narrado pelo personagem principal, Joe, de nome verdadeiro Ty. Ele é apenas um adolescente que a principio foi ‘’testemunha’’ de um crime em um parque. Após esse ocorrido ele e sua mãe são levados para um programa de testemunha, trocando de nomes e identidades. 
Deste ponto em diante, Ty passa para o tempo passado, e começa-se uma história com Joe, um personagem que surpreende nas atitudes e personalidade, não apenas aos leitores, mas ao antigo Ty, que começa a não se reconhecer mais.

Ty era um garoto tímido, magrelo, de personalidade fraca que carregava uma faca para sua proteção. Joe é um corredor, forte, bonito, nada tímido. Capaz de fazer todas as garotas da escola (inclusive as mais velhas) cair aos seus pés.
No entanto o propósito de uma nova escola, e da nova cidade, era camuflagem. Passar despercebido, o que não é o caso de Joe, um garoto notado por onde passa.
Nicki é a mãe de Ty, demorei um tempo para perceber isso uma vez que ele não a chama de mãe. Acontece que Nicki teve o Ty muito nova, então mais se parece com uma irmã mais velha, ou até namorada, do que uma mãe. Ela era pura alegria, parceira do filho, divertida e simpática. No entanto a mudança, a transformação de vestuário, transformou sua personalidade em uma mulher sem sal, triste e cabisbaixa.
A emoção do livro é tentar descobrir o que aconteceu de verdade naquele parque, uma vez que Ty toda vez solta um pensamento do tipo ‘’ela não me conhece em nada’’ ‘’se a policia soubesse o que fiz’’... Ficamos agoniados para descobrir qual sua parcela de culpa, cheguei a cogita-lo como o assassino.
Sua vida na escola é bem típica de um adolescente, ele tem muitos pensamentos confusos ainda tentando se encontrar, claro que tudo isso multiplicado pelos problemas da dupla personalidade. Essa parte do livro é bem comum em livros juvenis. Um bom ponto foi sua amizade com Claire, irmã de sua treinadora.

"Pode até ser bom poder parar de fingir o tempo todo, mas às vezes penso que fingir é só o que me faz continuar."

Claire é uma garotinha estranha, calada, insociável e taciturna, que guarda um grande segredo destrutivo. O interessante é que o problema dela existe as pencas na vida real e pai nenhum percebe-se até que seja tarde de mais. Achei muito boa a forma como foi tratado o tema. Como ‘’Joe’’ lidou com ele e ajudou Claire.
Achei demasiado exagero na relação dos dois, que praticamente crianças começam uma amizade e logo estão se declarando. Por mais que saiba que o amor jovem é assim, custo a crer em cenas como essa.
A narrativa do livro é bem envolvente, sempre deixando uma palavra solta para nos fazer ler o próximo capítulo. Um fluxo de informações bem eletrizante.
E no final vem à surpresa! Teremos continuação \\O

Como foi que chegamos daquele ponto até aqui? O que deu tão errado?

Mas relaxem que o livro termina de forma que você fica sabendo o que Joe, sendo Ty, aprontou naquele parque.
A diagramação é como sempre um brinco. Estilo masculino no livro, capa azul, Joe na capa com roupa de fugitivo, detalhes em vermelho lembrando sangue, cena de um crime. Folhas amareladas, letras de bom tamanho.
Recomendo para leitores de todas as idades, mulheres ou homens, pois pode agradar gregos e troianos. Bons momentos de diversão e entretenimento o aguardam.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...