[Resenha] Enders - Starters - Livro 2 - Lissa Price



Enders

| Autora: Lissa Price | Selo: Novo Conceito | Páginas: 288 | ISBN: 9788581633602 | Skoob | Comprar
Depois que a Prime Destinations foi demolida, Callie pensou que teria paz para viver ao lado do ir- mão, Tyler, e do amigo, Michael. O banco de corpos foi destruído para sempre, e Callie nunca mais terá de alugar-se para os abomináveis Enders. No entanto, ela e Michael têm o chip implantado no cérebro e podem ser controlados. Além disso, o Velho ainda se comunica com Callie. O pesadelo não terminou. Agora, Callie procura uma maneira de remover o chip – isso pode custar sua vida, mas vai silenciar a voz que fala em sua mente. Se continuar sob o domínio dos Enders, Callie estará constantemente sujeita a fazer o que não quer, inclusive contra as pessoas que mais ama. Callie tem pouco tempo. Obstinada por descobrir quem é de fato o Velho e desejando, mais que tudo, uma vida normal para si e para o irmão, ela vai lutar pela verdade. Custe o que custar.



‘’Não confie em ninguém além de você mesma.
E em seguida, questione essa confiança.’’

*Atenção esta resenha contém Spoilers do primeiro volume Starters*

E quando Callie pensa que finalmente poderá levar uma vida confortável ao lado do irmão Tyler e do melhor amigo, Michael, tudo desmorona...

Callie agora vive confortavelmente na mansão que antes pertencera a Helena. Mesmo tendo a chance de recomeçar Callie ainda tem aquele chip implantado e ele permite que o Velho faça contato direto com ela, na sua cabeça, como numa ligação telefônica na qual ela não consegue recusar a chamada e na qual a voz do outro lado é de uma pessoa que a assombra e que é protagonista das suas piores lembranças e dos seus pesadelos. E essa pessoa faz muita chantagem e pressão emocional com a protagonista, deixando-a sempre tensa e com receio dos resultados de suas atitudes.

‘’(...) Sentia falta de Blake.Mas não desse Blake.Mesmo assim, isso significava que eu sentia falta de... não. Não queria pensar no que aquilo significava. Era horrível demais. Repugnante. Eu precisava tirar aquilo de minha mente e me concentrar em como iríamos impedi-lo de continuar com seus planos.’’

Todos aqueles que alugaram seus corpos para a Prime agora são chamados de Metais e são procurados pelo antigo dono dessa macabra empresa e Callie não seria a exceção, pelo contrário, ela é a prioridade já que o seu chip é único. Como lemos em Starters, enquanto uma pessoa ocupa o corpo de Callie ela tem plena consciência do que está acontecendo, ela só não consegue controlar seus movimentos, e ainda há um agravante, seu chip foi modificado, enquanto todos os outros Metais não conseguem matar, o chip de Callie permite que ela o faça, e por ela ser uma atiradora muito habilidosa, isso permite uma precisão muito maior na execução.

‘’ – (...) É você quem nós queremos Callie Woodland. Você é a única pessoa com uma chip alterado que permite matar. Você é a única D.M.A. – Tentei me soltar, mas ele me agarrou com firmeza. – Doadora de Múltiplos Acessos. Você é a única que pode receber alguém em sua cabeça sem que seja necessário fazer a transposição total. Você ainda fica consciente. Pode ouvi-los. E significa, também, que você pode ter outra pessoa dentro de si. Isso é algo que ninguém conseguiu recriar em qualquer outro Metal.’’

Callie é muito valiosa e há pessoas que farão todo o possível para pôr as mãos nessa tecnologia e é então que Callie fugirá para proteger o irmão menor e fará o possível para expor tudo que há de errado com relação ao Velho enquanto tenta proteger os outros Metais. Novos personagens são inseridos na trama e o nível de adrenalina sempre se mantém alto.

‘’Entretanto entendi o que Emma disse. Sentia o mesmo. Mais do que tudo, queria ser normal novamente. E ela tinha razão: nunca estaríamos seguros se não nos livrássemos dos chips. Sempre haverá alguém tentando nos controlar ou seqüestrar para conseguir o chip. E eu preferia que minha cabeça fosse aberta por um neurocirurgião experiente a passar por uma cirurgia com algum ladrão.’’ 
Novos mistérios surgem, entre eles alguns envolvem os pais de Callie e ela está obstinada a conseguir respostas custe o que custar. Finalmente descobrimos como surgiu a tecnologia que permite a transferência de mentes e corpos e qual era o real intuito dela ao ser criada e como o Velho teve acesso a ela e como a Prime (conhecida como banco de corpos) surgiu. E claro, como a própria capa mostra, máscaras começam a cair e finalmente descobrimos quem está por trás da máscara do Velho.

Enders é o segundo livro da duologia distópica Starters escrita pela Lissa Price, narrado em primeira pessoa pela protagonista. Gostei da capa, ela tem uma clara conexão com o conteúdo do livro e tem um efeito metálico igual ao do primeiro volume, a diagramação é simples, com folhas e letras propiciando uma confortável leitura.

Intenso, repleto de ação, aventura e revelações, depois que você começa a ler Enders não consegue parar até saber o desfecho da história.

‘’(...) Com o tempo, Starters se tornariam Middles e, depois Enders e as novas gerações não teriam aquele buraco enorme que tínhamos agora. Talvez, quando esse dia chegasse, não importaria tanto o fato de sermos jovens ou velhos, ricos ou pobres, ou a aparência exterior que cada um tinha.’’

A única coisa que eu não consegui engolir direito sobre essa série foi o fato de o governo ter vacinado contra os esporos apenas os idosos e crianças e ter deixado os adultos, que de fato poderiam contribuir mais com a sociedade e cuidar das crianças, à própria sorte (a qual não foi muito boa e os exterminou), sério, que governo faria algo tão estúpido? E depois dos Middles terem morrido, o Governo cria uma regra de que Starters não podem trabalhar e ainda por cima, os Enders viram as costas aos Starters deixando-os famintos, desabrigados e sem a chance de poderem trabalhar para reverter essa situação. Essas pessoas não sentiam um mínimo de empatia?

*Obs. Resenha feita pela Andréia, eu Nita, apenas editei e acabou ficando com minha assinatura. ^^




Novo livro infantil de Míriam Leitão pela Rocco!



Após o sucesso de “A perigosa vida dos passarinhos pequenos”, que acaba de ganhar o selo Altamente Recomendável 2013 da FNLIJ, a jornalista e escritora brinda os pequenos leitores com “A menina de nome enfeitado”, uma história adorável sobre o prazer da leitura.


A menina de nome enfeitado é o novo livro infantil da jornalista Míriam Leitão, que teve no ano passado, com A perigosa vida dos passarinhos pequenos, sua bem-sucedida estreia na literatura infantil. A história se passa em um sítio onde tia e sobrinha brincam com letras para falar às crianças do mágico mundo da leitura.

As belas ilustrações de Alexandre Rampazo complementam a narrativa criando um ambiente de imaginação e leveza para o caso de Nathália, uma menina “muito sabida e bonita” que está deslumbrada com o fato de que, juntas, as letras formam palavras. A menina, no entanto, está encucada com uma letrinha que ela não atina para que serve: o “h”.

As duas passeiam pelo sítio vendo nos ninhos de passarinhos e no caminho da mata, na chuva e nas galinhas, que o “h”, que parece sem som, é indispensável na língua portuguesa.

É para ajudar as crianças na fase da alfabetização, mas o sentido maior da aventura de tia Nininha e a sobrinha Nathália é mesmo seduzir as crianças para o maravilhoso mundo da leitura.


Leitora voraz desde criança e avó empenhada em estimular o prazer da leitura entre os pequenos, Míriam Leitão demonstra, nesta pequena fábula, a mesma habilidade com as palavras que ela possui quando escreve sobre economia e outros assuntos de “gente grande”. A história foi inspirada num fato real, uma conversa que a autora teve há muitos anos com uma de suas sobrinhas. Não por acaso, de nome Nathália.




O melhor de mim - Nicholas Sparks, atores escalados!



Atores escalados para interpretar os personagens do livro "O melhor de mim"- Nicholas Sparks... O que acham?




Resenha aqui 

''Quando o verão acabou ele já sabia que estava apaixonado e, quando o ar ficou mais fresco e as folhas de outono começaram a cobrir o chão de vermelho e amarelo, não tinha dúvidas de que queria passar o resto da vida com Amanda, por mais louco que isso parecesse (…) Com Amanda, era fácil para Dawson ser ele mesmo. Pela primeira vez na vida, ele se sentia feliz.''




[Resenha] Falsa Submissão - Laura Reese



| Título: Falsa Submissão | Autor: Laura Reese | Editora: Record | Páginas: 412 | Skoob | Comprar

''Não foi à curiosidade que matou o gato, foi a obstinação''




Sinopse: Chicotes, roupas justas de vinil negro, um cachorro dinamarquês. O prazer bizarro do sadomasoquismo não fazia muito sentido para Nora Tibbs, jornalista de uma cidadezinha da Califórnia. Isto até o brutal assassinato da irmã. Obcecada pela ideia de encontrar o criminoso, Nora se deixa conduzir pelo misterioso M. por um mundo de jogos perversos, sem regras ou limites, descobrindo os desejos mais primitivos e sensações antes inimagináveis. Atraída pelo magnetismo excêntrico de M., ela só não desconfia que a morte acompanha seus passos e pode até estar ao seu lado, na cama. Suspense com altas doses do mais inusitado tipo de erotismo estão em Falsa Submissão, uma história perturbadora que marca a estreia literária da americana Laura Reese.




Contem spoilers! (poucas coisas e nada sobre o final :D)



Falsa SubmissãoVou começar falando da capa, esse livro está sendo relançado pela editora Record, agora que a moda do erótico está tão em alta, sua nova capa é de um cinto, tudo bem que as peças de roupas e algemas e chicotes estão bombando, mas não gostei disso, passa a impressão errada.  Esse não é de modo algum um simples romance erótico, sua história é triste, ruim e cruel por assim dizer. Ele conta a história de um crime, e de como vidas são alteradas por conta de um triste passado cheio de fatalidades. Eu gosto mais da antiga capa com a garota nua com as mãos presas nas costas, pois é subjugada dessa forma, presa por um amor e desejos doentios que uma vida se perde e tantas outras se transformam. Se você está procurando um romance erótico exitante para suspirar ou se você está a procura de um novo Sr.Grey, este livro não é o que você procura.



O livro começa com Nora, uma jornalista que vive uma vida livre e desapegada de sentimentos desolada com o cruel assassinato de sua pacata irmã Fanny. Cansada de sofrer perdas, como a dos pais e dos irmão ela está decidida a descobrir o assassino da boa enfermeira que ela na verdade mau conheceu, sua irmãzinha Fanny. Seu principal suspeito é o professor Michael/M, o homem que sua irmã descreve em seu diário como sendo seu namorado, nesse diário as coisas que Fanny descreve são horrendas, ele é dado ao sadomasoquismo, até ai tudo bem né? Afinal esse novo estilo de vida parece ser tão exitante.... Errado! O Sr. M tem gostos peculiares e muito assustadores, a pratica do seu estilo de sadomasoquismo tende a ser completamente humilhante, triste e sofrido para suas parceiras. (envolve até animais e excrementos! Ecaaa)

Porém nossa Nora mau conheceu a irmã, viveu sempre em função do seu trabalho, e nunca de fato observou a calada garotinha que perdeu os pais tão cedo, mas graças ao diário tanto Nora como nós leitores vamos descobrindo quem era Fanny.

Durante todo livro temos a história de Fanny sendo contada de forma intercalada por ela mesma através de seu diário. Nesses momentos ela nos descreve como conheceu o Sr. M, como o relacionamento deles começou, as suas experiências sexuais, em minha opinião e acredito que na dela também humilhantes vamos vendo ela contar o quanto era dependente dele em sua vida, do tipo que rasteja só para não perde-lo, vamos descobrindo sobre sua infância, e sobre como a trágica morte de seu irmão a moldou para ser essa adulta carente e problemática.

Voltando a Nora, ela decidiu que a melhor forma de conseguir provar que M matou sua irmã seria se mudar-se para cidade dele e passar a segui-lo, colocando de lado seu atual relacionamento, Nora vira uma pessoa obcecada e faz um triste trato com M. Onde ela dorme com ele, sede a seus caprichos e ele vai contando a história de Fanny até chegar o dia de sua morte.

Essa parte foi difícil de engolir, quem dorme com o homem que dormiu com sua irmã e talvez a tenha matado? Me revoltei ai e quase larguei a leitura....

Mas a curiosidade fala mais alto rs 

Nora começa a alucinante vida em torno de Michael, ela está sendo de certa forma enfeitiçada por ele, infelizmente para ela, suas práticas de sadomasoquismo são atraentes e ela não percebe o momento em que se perdeu entre suas mentiras e maldades. Ela é corrompida e quando percebe no que sua vida se transformou pode ser tarde de mais para ela, assim como foi tarde para Fanny...

A autora nos mostra no mesmo livro o quanto é tênue a linha entre o prazer e a humilhação, a dor. Enquanto para Nora algumas coisas que M faz são exitantes, para Fanny foi completamente humilhante, perturbador e dolorido, até mesmo Nora, acaba por perceber que é errado as coisas que ela sente e faz. Esse é um outro lado da moeda se comparado ao romântico e sexy  ''50 Tos de Cinza''

Michael é um homem perturbador, sexy, misterioso...não estou certa do que sinto por ele, nem mesmo no final, pois uma coisa que ele diz é certa, ele nunca obrigou ninguém a nada, no entanto não seria criminoso e condenável se aproveitar de uma garota ingênua com sérios problemas que está disposta a tudo por ele? Não seria errado fazer coisas que para ela eram tão sofridas? Eu diria que pode se considerar um apelo emocional,  ainda que ela tenha concordado, ela não estava na sua razão para decidir nada.


O livro foi intenso, você acaba também como Nora sendo sufocada por M, tem momentos em que você começa a gostar dele, mas acontecem coisas e você fica perdido, precisando de uma pausa para respirar.
Não é um livro leve, e não recomendo aos muito jovens, eu mesma se pudesse voltar atrás não leria, mas uma vez que você começa, fica muito difícil parar.



“A forte correnteza erótica do livro carrega o leitor por descrições sensuais dos rituais sadomasoquistas e por relatos obsessivos de morte e amor... Um enredo irresistível. Qual foi a última vez que você leu um bom livro reunindo sexo selvagem e um bom mistério?” Playboy americana






                                                                                                

10 coisas que você talvez não saiba sobre Stephen King




Stephen Edwin King é um escritor americano, reconhecido como um dos mais notáveis escritores de contos de horror fantástico e ficção de sua geração. Os seus livros venderam mais de 350 milhões de cópias, com publicações em mais de 40 países



1. Stephen King não é o único escritor da família. Sua esposa, Tabitha, já escreveu 7 livros, e dois de seus filhos também se tornaram escritores.

2. Se não fosse escritor, Stephen teria sido cantor de rock. E inclusive ele possui uma banda até hoje.

3. Em junho de 1999, ele foi atropelado por uma van e teve vários ossos quebrados, além do quadril deslocado e um dos pulmões perfurados. De acordo com rumores, Stephen comprou a van que o atropelou só pra destruí-la a golpes de marreta.

4. Stephen foi um dependente de álcool e drogas durante parte da sua vida, mas conseguiu se livrar dos vícios.

5. Quando era criança, ele viu um dos seus amigos ser atropelado por um trem.

6. Antes de se tornar escritor, King trabalhava como professor. E foi dessa experiência que surgiu a ideia de escrever o romance Carrie, seu primeiro livro.

7. Stephen King acorda todos os dias às 7 da manhã só para escrever. E faz isso todos os dias do ano, exceto nos seus aniversários, no dia da independência americana e na véspera de Natal.

8. O autor é apaixonado por carros antigos, e dois de seus livros, Christine e Buick 8, são protagonizados por carros. Na garagem da sua mansão no Maine, ele possuí duas Mercedes, um Caddilac, um Chevrolet e uma Harley-Davidson.

9. Durante uma parte da sua carreira, ele também escreveu alguns livros sob o pseudônimo de Richard Bachman, mas seu segredo acabou sendo descoberto pelo jornal “Daily News”.


10. Stephen King morre de medo de palhaços.


Alguém pode culpá-lo por isso? Também morro de medo! 




[Lançamento] Azul da Cor do Mar - Sessão de autógrafos em BH




A autora Marina Carvalho fará o lançamento de seu livro “Azul da Cor do Mar” no dia 11 de abril, às 20h, na Livraria Leitura do BH Shopping.


Além da sessão de autógrafos, vai rolar um bate-papo com a presença de mais 3 convidadas:


- Laura Conrado: autora dos livros “Freud, me tira dessa” e “Só gosto de cara errado”
- Laila Ribeiro: do blog Sobre Livros
- Luma Coimbra: promotora literária de BH

Confirme sua presença aqui  | Resenha do livro aqui  | Skoob |Comprar |


"... Melhor viver de uma ilusão e ser feliz do que encarar a fúria da realidade e me estrepar." 

ACASO, DESTINO ou LOUCURA? No caso de Rafaela, Pode ser tudo isso junto. Para alguém como ela, nada é impossível. Rafaela sonha desde a adolescência com o garoto que viu uma vez, perto do mar, carregando uma mochila xadrez... A ideia fixa não a impediu, porém, de ser uma menina alegre e muito decidida. Ela quer ser jornalista, e seu sonho está se concretizando: Rafaela Vilas Boas (um nome tão imponente para alguém tão desajeitado) conseguiu um estágio no melhor jornal de Minas Gerais. Mas, como estamos falando de Rafa, alguma coisa tinha que dar errado. O jornal é mesmo incrível, mas seu colega de trabalho, Bernardo, não é a pessoa mais simpática do Mundo. Em meio a reportagens arriscadas – e alguns tropeços -, Bernardo acaba percebendo, contra a sua vontade, que Rafaela leva jeito para a coisa... E que eles formam uma dupla de tirar o fôlego. Mas e a mochila? E o garoto, o envelope, as cartas? Um dia a estabanada Rafaela vai ter que se libertar dessa obsessão.


Críticos ficam desapontados com a falta de cenas eróticas em 50 Tons de Cinza - Filme



O filme “Cinquenta Tons de Cinza”, baseado em um dos livros mais eróticos dos últimos tempos, decepciona justamente pela falta de cenas mais picantes. Pelo menos é o que diz quem participou do CinemaCon, um evento promovido ontem pela Universal Studios, em Las Vegas.

O estúdio exibiu cinco minutos do filme para representantes de veículos internacionais verem as primeiras cenas entre os protagonistas Dakota Johnson e Jamie Dornan.

“Ainda teremos que ver o filme todo para saber se os dois têm uma química verdadeira”, disse o crítico Gregory Ellwood, do site HitFix.

“O filme promete ser preenchido por todos os tipos de relações carnais e o que foi mostrado pra gente podia ser classificado como próprio para crianças. Claro, havia muitas insinuações, mas nada disso foi mostrado explicitamente, falta erotismo.” contou Eric Eisenberg do CinemaBlend.

Já o LA Times entendeu que talvez o estúdio esteja tentando ampliar o público do filme. “Muitos talvez prefiram apreciar cenas explícitas na privacidade de sua casa, em vez de estar em uma sala de cinema”.

Os críticos puderam ver pequenas cenas de Anastásia encontrando Christian Grey em situações variadas, e até uma pequena parte em que a protagonista aparece amarrada em uma cama, com os olhos vendados.

O pequeno trecho não foi divulgado online, mas talvez sej em breve. Estamos aguardando pelo trailer!


Vocês acham que os produtores do filme fizeram o certo ao diminuir o erotismo? “Cinquenta Tons de Cinza” chega aos cinemas em 15 de fevereiro de 2015.

Fonte: Sobre sagas


Eu quero cenas quentes!!!! A graça do livro é exatamente essa, ver toda essa parte tabu do BDSM (Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo) Como vi um internauta dizer, se tirarem a parte erótica só vai sobrar os filmes do Nicholas Sparks kkkkkkk



Querida Sue - Jéssica Brockmole


Lançamento dia 09 de Abril \\O


Trecho | Skoob | 


"Querida Sue é uma história de amor cativante que mostra que a esperança é capaz de vencer o tempo e as adversidades." – Vanessa Diffenbaugh, autora de A linguagem das flores.

Querida Sue parece ser um livro romântico que nos transporta para outro lugar, outra época e nos faz reviver tempos em que a maioria de nós nem sonhava em existir. E o que dizer do fato de que há cartas no meio de toda essa história, e provavelmente alguns segredos? Não sei vocês, mas eu adoro histórias deste tipo e estou doida para ler. Além disso, a capa é maravilhosa e a sinopse instigante. Já me vejo querendo saber o que aconteceu com Elspeth e para onde ela foi. Como já disse deve ser um romance que nos leva junto no decorrer da narrativa.

“Os protagonistas são duas vozes tão claras e verdadeiras que parecem reais. Fui cativada em poucas linhas.” – Elle

 “Uma história notável sobre duas mulheres, seus amores, seus segredos e duas guerras mundiais, que vai direto aos assuntos importantes que quem escreve cartas se esforça para retratar por meio das palavras certas. (...) A beleza da Escócia, a tragédia da guerra, os anseios do coração e as lutas de uma família dilacerada pela deslealdade são brilhantemente delineados, deixando em branco apenas espaços suficientes para serem preenchidos pela imaginação do leitor.” – Publishers Weekly

 “Uma história de amor que exalta o poder da palavra escrita.” – USA Today

 “Com um tom que se alterna entre o lirismo e o flerte, o romance de estreia de Jessica Brockmole encanta ao evocar um tempo em que cartas escritas à mão e ansiosamente aguardadas enfeitiçavam os amantes.” – Kirkus Reviews

 “Uma pequena e deslumbrante joia.” – Richmond Times-Dispatch

 “Querida Sue é uma história de amor cativante que mostra que a esperança é capaz de vencer o tempo e as adversidades.” – Vanessa Diffenbaugh, autora de A linguagem das flores.


Outros lançamentos de Abril da Arqueiro, para maiores informações, basta clicar nas imagens. =)

                              


Surpresa Novo Conceito - Sexta-feira!


Recebi um e-mail misterioso da Editora Novo Conceito
 #SurpresaNC - Sexta-feira - dia 28 - 14 horas..

Oq será? oO



Todo mundo ligado no twitter da NC na sexta!





Coleções em promoção no Submarino!

Boa tarde galera!

Aqui vai algumas promoções boas nas coleções do submarino, se você esta como eu, tentando se manter firme e não comprar mais nenhum livro até ler tudo que já possuí, nem leia mais nada enquanto há tempo!

Boas compras! 


Kit Livros - John Green (3 Volumes): http://migre.me/iuVfz

Kit Livros - John Green (3 Volumes)

De: R$ 89,70
Por: R$ 44,91



Box Trilogia Jogos Vorazes: http://migre.me/iuVla



Livro - Box Trilogia Jogos Vorazes


De: R$ 118,50
Por: R$ 52,70



Coleção O Guia do Mochileiro das Galáxias - (5 Volumes): http://migre.me/iuVHI

De: R$ 99,50
Por: R$ 19,90

Box da Série Percy Jackson e os Olimpianos (5 livros): http://migre.me/iuVPc

Livro - Box da Série Percy Jackson e os Olimpianos (5 livros)

De: R$ 149,50
Por: R$ 54,90

*Obs. Tenho esse box e adoro, folhas amareladas \\O

Coleção Harry Potter - Edição Limitada (7 Volumes)http://migre.me/iuVWh

Coleção Harry Potter - Edição Limitada (7 Volumes)

De: R$ 276,50
Por: R$ 89,91

*Obs. Eu tenho essa coleção, muito bonita, porém as folhas são brancas, eu particularmente achei ruim para se ler. 

Box As Crônicas de Gelo e Fogo - Edição Pocket (5 Volumes): http://migre.me/iuW1q

Livro - Box As Crônicas de Gelo e Fogo - Edição Pocket Limitada (5 Volumes)

De: R$ 179,90
Por: R$ 89,90

Coleção The Walking Dead (3 Livros): http://migre.me/iuW5q

Kit - Coleção The Walking Dead (3 Livros)

De: R$ 108,00
Por: R$ 49,90

Box - O Conquistador (5 Volumes): http://migre.me/iuWcI

Livro - Box - O Conquistador (5 Volumes)


De: R$ 115,90
Por: R$ 75,11

Coleção Completa As Brumas de Avalon (4 Volumes): http://migre.me/iuWeP

Livro - Coleção Completa As Brumas de Avalon (4 Volumes)

De: R$ 176,00
Por: R$ 29,90

Box Os Instrumentos Mortais (4 Volumes): http://migre.me/iuWhH

Livro - Box Os Instrumentos Mortais (4 Volumes) - Edição Econômica

De: R$ 150,00
Por: R$ 59,90

Obs. Se você não liga muito para detalhes e só quer ler, recomendo. Mas se como eu, você observa tudo e detesta edição econômica, NÃO compre! As folhas são quase transparentes, muito difícil para se ler, capas moles, e não possuem aquele brilho característico dessa coleção. 

As Crônicas de Nárnia - Volume Único: http://migre.me/iuWkN

Livro - As Crônicas de Nárnia - Volume Único

De: R$ 99,00
Por: R$ 17,90






[Lançamento] Real - Katy Evans - Comprem




Lançamento de Março da Novo Século!


Eu já li e simplesmente sou completamente apaixonada pelo Remington Tate! Ele é um Deus grego garotas, acreditem, pode disputar o lugar de principal no seu coração muito fácil. Um personagem que n minha humilde opinião, supera Travis de Belo Desastre brincando.... hehehe
O livro estava em pré-venda na Saraiva por esse ( link ) aqui. No entanto não aparece mais disponível, mas quem quiser ir tentando, o link que coloquei é de compra direta pela editora.



Um lutador em decadência
Uma mulher com um sonho destruído
Uma disputa…
Ele me faz esquecer até o meu nome. Uma noite foi o suficiente, e eu esqueci tudo, menos daquele lutador sexy no ringue, que deixou a minha mente excitada e meu corpo ardendo de desejo…
Remington Tate é o mais forte e mais complicado homem que eu já conheci na minha vida.
Ele é a estrela do mais perigoso circuito de lutas clandestinas e eu me senti atraída por ele como jamais havia me sentido antes… Eu esqueci quem sou, e o que quero, só de olhar para ele. Quando ele está próximo, eu preciso lembrar que sou forte. Mas ele é mais. E agora o meu trabalho é manter este corpo funcionando como uma máquina perfeita, seus músculos rígidos e prontos para quebrar os ossos dos seus oponentes…
Mas o meu desejo pode ser o seu maior adversário.
Eu o quero. Eu o quero sem medo. Sem limites.
Se eu ao menos soubesse o que ele quer de mim…



Remington Tate tem a reputação de ser um bad boy, dentro e fora dos ringues. É conhecido também pelo corpo escultural e pelo poder, sexy e selvagem, que emana de cada gota de suor, levando toda e qualquer mulher que o veja a um verdadeiro frenesi. Em seus olhos, brilha um desejo brutal, devastador e REAL. Brooke, uma especialista em fisioterapia esportiva, é contratada para manter aquele corpo funcionando como uma máquina mortal. Esse parecia ser seu emprego dos sonhos, mas, ao circular pelo perigoso circuito de lutas clandestinas com Tate e sua equipe, Brooke passa a ser dominada por um novo sentimento, um fogo e uma necessidade com os quais ela não sabe lidar. O que começa com um simples flerte pode virar uma obsessão sexual incontrolável. Terríveis segredos serão revelados, e Brooke deverá lutar para manter-se sã, discernindo o que há de real e o que é pura ilusão em seus próprios sentimentos.



Eu só reclamo de um detalhe, gostava mais capa da versão original =/

O que acham? 

[Novidades] Cidades de Papel, do John Green vai virar filme!




Sem nem ao menos esperar a estreia de A Culpa é das Estrelas, a Fox 2000 já fez um acordo para começar a produzir mais um best-seller do autor John Green!

O site Deadline acaba de confirmar que o livro Cidades de Papel, do John Green, vai ganhar uma adaptação nos cinemas. O autor fechou contrato com a Fox 2000 e o projeto já começa a tomar forma. John planeja trazer, não só os produtores e roteiristas de A Culpa é das Estrelas, como também alguns dos atores do elenco.

O protagonista Quentin Jacobsen será interpretado por Nat Wolff, que faz o Isaac em A Culpa é das Estrelas. Scott Neustadter e Michael H. Weber farão a adaptação, Wyck Godfrey e Marty Bowen são os produtores. Os roteiristas serão produtores executivos ao lado de John Green.

Cidades de Papel se passa em Orlando e gira em torno de Quentin, um jovem que passa por uma experiência um tanto memorável na infância com sua vizinha Margo. Eles acabam crescendo e seguindo caminhos diferentes, mas o sentimento que Quentin nutre por Margo permanece o mesmo. Em uma noite, a ex-amiga aparece no quarto de Quentin com um plano de vingança contra aqueles que a machucaram. Eles se reaproximam e a história começa a ser traçada a partir daí.

Ainda não foram divulgadas informações sobre o resto do elenco e o início das gravações.

Quem leu esse livro? Preciso saber se é bom! Se devo ficar loucamente ansiosa *___* 


Fonte: Dammit 


[Resenha] Azul da Cor do Mar - Marina Carvalho





| Autora: Marina Carvalho | Selo: Novo Conceito | Páginas: 334 | ISBN: 9788581633732 | Skoob | Comprar |


"... Melhor viver de uma ilusão e ser feliz do que encarar a fúria da realidade e me estrepar." 

ACASO, DESTINO ou LOUCURA? No caso de Rafaela, Pode ser tudo isso junto. Para alguém como ela, nada é impossível. Rafaela sonha desde a adolescência com o garoto que viu uma vez, perto do mar, carregando uma mochila xadrez... A ideia fixa não a impediu, porém, de ser uma menina alegre e muito decidida. Ela quer ser jornalista, e seu sonho está se concretizando: Rafaela Vilas Boas (um nome tão imponente para alguém tão desajeitado) conseguiu um estágio no melhor jornal de Minas Gerais. Mas, como estamos falando de Rafa, alguma coisa tinha que dar errado. O jornal é mesmo incrível, mas seu colega de trabalho, Bernardo, não é a pessoa mais simpática do Mundo. Em meio a reportagens arriscadas – e alguns tropeços -, Bernardo acaba percebendo, contra a sua vontade, que Rafaela leva jeito para a coisa... E que eles formam uma dupla de tirar o fôlego. Mas e a mochila? E o garoto, o envelope, as cartas? Um dia a estabanada Rafaela vai ter que se libertar dessa obsessão.

Não é de hoje que curto a escrita de Marina Carvalho, seu livro ''Simplesmente Ana'' foi um dos que invadiu meu coração. Simplesmente adoro o modo como ela pega nosso jeitinho brasileiro e coloca de uma forma tão atrativa numa história. Não deixa nada devendo para muitos autores internacionais.

Este romance é mais um dos bons Chick lits, onde temos como personagem principal uma mulher começando sua carreira profissional, construindo seu nome e enfrentando homens difíceis para conseguir. 


*Chick lit é um gênero ficção dentro da ficção feminina, que aborda as questões das mulheres modernas. Chick-Lits são romances leves, divertidos e charmosos, que são o retrato da mulher moderna, independente, culta e audaciosa

A história tem como inicio uma garotinha de onze anos passando férias na casa de sua avó. Lá em meio ao tédio ela vê com certa frequência pela janela, um garotinho com uma mochila xadrez. Fascinada de uma forma inexplicável, ela imagina quem ele seria, o que estaria carregando naquela mochila... Etc. Até que um dia na praia, ela o vê fazendo algo estranho e curioso.


“ Garoto da mochila xadrez, o que esconde sob o mar?
Daria um dente para saber, ou um braço, meus cabelos, tudo!  O que há naquele papel? Atrás do seu límpido olhar? Eu morreria para descobrir. E acabar com meus anseios. Juro! Reviraria o mundo para alcançar você.“

Anos depois...

Rafaela agora tem 21 anos, três irmãos gatos, três amigas malucas, e cursa jornalismo. Rafa acaba de conseguir um estágio no maior e mais cobiçado jornal de Minas, o Folha de Minas, no setor que mais ama, jornalismo investigativo. No entanto como nada é flores, seu companheiro/chefe de trabalho é Bernardo, o jornalista investigativo mais badalado do momento. 
Bernardo é arrogante, dono de si, lindo de mais, e adora dar patadas na sua nova sombra, de nome, Rafaela. 

Esses dois vão lhe proporcionar os momentos mais divertidos, emocionantes, fofos e atrapalhados do livro. Como cão e gato vão se estranhar a cada palavra, altas farpas de Rafa você vai presenciar, e o melhor, Rafa é toda atrapalhada, para se machucar basta estar acordada kkk.


"Será que o titulo Cria de satanás fazia jus à sua personalidade demoníaca? ...Cria de satanás era um elogio para Bernardo. Ele era o próprio satã, camuflado com uma linda pele de cordeiro." 

A trama envolve mais alguns rolos, como uma ''amiga'' de Rafa se agarrando com Bernardo, ela se descobrindo enciumada pelo cara que diz detestar... O fato de ela nunca ter esquecido o garoto da mochila xadrez  também vai dar probelamas.
Gostei do fato de Bernardo e Rafaela estarem trabalhando em uma investigação sobre um crime, a autora nos permite acompanhar com eles as buscas, ler reportagens que ela nos coloca, tudo contribuindo para se criar em nossas mentes, um cenário bem real.


"A vida é engraçada e gosta de nos pregar peças. Passei anos fantasiando com o tal garoto, desejando que ele se materializasse diante de mim como num passe de mágica. Acabei apaixonada por um cara de carne e osso – e olhos azuis penetrantes – o qual pensei que jamais fosse retribuir meu sentimento. E então, bum! Acontece. E é muito melhor do que todas as fantasias que criei.”

Narrado em primeira pessoa, Azul da Cor do Mar é um livro para o público jovem e principalmente para as pessoas que curtem um romance divertido e com um toque de mistério.
Confesso que o achei bem mais comercial de margarina do que seu outro livro, Simplesmente Ana, e não fui muito com a cara de Rafa, achei ela muito patricinha para meu gosto. Mas entendam que isso foi uma antipatia com relação a personalidade da personagem principal, o que torna apenas uma questão de gosto pessoal, e não um defeito do livro. Os detalhes que me desagradaram podem, e devem agradar a grande maioria dos leitores.
Como disse antes, se trata de um Chick lit, então se você não curte o gênero, não recomendo, afinal ler para ficar difamando depois não cola né? Mas se você tem a mente aberta, e gosta de ter novas experiências, recomendo qualquer livro da Marina Carvalho, a considero uma das melhores autoras nacionais, juntamente com a diva, Zíbia Gasparetto

Agora preciso falar sobre a diagramação. Olharam bem essa capa? Linda! Tem um pequeno e significativo relevo na parte do mar que faz toda a diferença. Sem falar no realismo, realmente parece uma beira de praia. Os desenhos são muito bonitos, tudo tão caprichado... Uma das capas mais belas da minha estante, fico exibindo para todos rs. Confesso que compraria esse livro sem nem ler a sinopse, tudo pela capa e nome da autora.
As folhas seguem no melhor estilo amareladas, letras de bom tamanho... Cuidados que a Novo Conceito sempre toma para tornar sua leitura o mais agradável possível. 

Enfim, só me resta desejar boas leituras! E voltem para me contar se gostaram =) 

*Diva Marina, quando terei mais sobre Ana? Ansiosa aqui por aquela maluca!!! ^^