Vem ai... Jogos do prazer - Madeline Hunter

14 de Fevereiro

Jogos do prazer


“Uma história cativante e irresistível sobre duas pessoas que vencem todos os obstáculos.” – Booklist

A bela Roselyn Longworth já aceitou seu destino. Depois que o irmão fraudou o banco em que era sócio e fugiu do país levando o dinheiro dos clientes, suas finanças ficaram arruinadas, assim como suas chances de conseguir um bom casamento.Por isso foi fácil acreditar nas falsas promessas de amor de um visconde. Mas a desilusão não demorou a chegar: quando Rose não se sujeitou a seus caprichos na cama, o nobre se vingou leiloando-a durante uma festa em sua mansão.Ela acredita que o destino lhe reserva um fim trágico. Ainda mais ao ser arrematada por Kyle Bradwell, um homem que venceu na vida pelo próprio esforço, mas não é bem-vindo nos círculos mais exclusivos.Mas a jovem é surpreendida pela atitude dele, que a trata com um respeito e uma gentileza que ela não recebia desde antes do escândalo envolvendo o irmão. Quando Rose finalmente descobre o que está por trás do comportamento de Kyle, é tarde demais: já foi fisgada pelo homem que conhece seus segredos mais íntimos.


A Srta. Longworth não o encarou. Claro. Os dois sabiam que estava à mercê dele. Kyle fez sinal para que o acompanhasse. Conseguiu levá-la até a porta da carruagem antes que ela parasse, congelada.
De repente, uma sobrecasaca atingiu Kyle no rosto. Quando a afastou, viu a jovem correndo na estrada. Talvez devesse deixá-la ir. Só que a cidade ou o solar mais próximos ­ cavam a quilômetros...
Foi atrás da moça.
– Srta. Longworth, prometo que estará segura comigo.
Ele se pôs a correr. Ela gritou quando foi pega. Atacou-o a unhadas.
– Pare com isso! – ordenou Kyle, segurando-a. – Não vou machucá-la.
– Mentira! É um canalha igual a eles!
De repente, ela parou. Encarou-o. E colou o corpo ao dele. O contato o surpreendeu. Ele reagiu como qualquer homem, na hora, e ela percebeu.
– Está vendo? É igual a eles!
Kyle mal a ouviu. Tudo o que percebia eram os pontos em que se tocavam.
A expressão dela se suavizou. Os lábios se entreabriram. Esticou-se para o beijo que ele queria e a luz da lua destacou ainda mais a perfeição de seu rosto.

Mas destacou também os dentes prestes a mordê-lo. Kyle se afastou a tempo. Xingando-se por ter sido idiota outra vez, ele a jogou no ombro. Roselyn foi socando as costas dele e mandando-o para o inferno até chegarem à carruagem.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...