[RESENHA] O Guardião - Nicholas Sparks

Quarenta dias após a morte de seu marido, Julie Barenson recebe uma encomenda deixada por ele. Dentro da caixa, encontra um filhote de cachorro dinamarquês e um bilhete no qual Jim promete que sempre cuidará dela. Quatro anos mais tarde, Julie já não pode depender apenas da companhia do fiel Singer, o filhotinho que se tornou um cachorro enorme e estabanado. Depois de tanto sofrimento, ela enfim está pronta para voltar a amar, mas seus primeiros encontros não são nada promissores. Até que surge Richard Franklin, um belo e sofisticado engenheiro que a trata como rainha. Julie está animada como havia muito tempo não sentia, mas, por alguma razão, não consegue compartilhar isso com Mike Harris, seu melhor amigo. Ele, por sua vez, é incapaz de esconder o ciúme que sente dela. Quando percebe que o desconforto diante de Mike é causado por um sentimento mais forte que a amizade, Julie se vê dividida entre esses dois homens, ela tem que tomar uma decisão.


Se você gostou da narrativa de Um Porto Seguro provavelmente vai se interessar por O Guardião do autor Nicholas Sparks. O livro conta a história de Julie Barenson, uma cabeleireira que vive na cidade de Swansboro, na Carolina do Norte. No passado ela passou por muitas dificuldades e chegou a morar na rua até conhecer Jim e ele lhe oferecer um emprego. Os dois se apaixonam e casam, mas um tumor o mata e ela fica viúva aos 25 anos.

Antes de falecer, Jim deixou um cachorro e uma carta desejando que ele ajudasse sua esposa a superar a dor da perda. Também desejou que ela  procurasse um novo amor. Quatro anos depois ela finalmente resolveu seguir o conselho e começou a sair com alguns caras até conhecer Richard Franklin, um engenheiro da cidade. Além desses pretendentes, Julie tinha outro admirador, Mike, que havia sido melhor amigo de Jim e que estava sempre disposto a ajudá-la.

Esses caras tão dedicados a uma mulher surgem principalmente nos livros do Nicholas. Mike é uma pessoa gentil e faz tudo por ela sem pedir nada em troca. Quando Julie percebe que Richard não mexe com seus sentimentos ela cogita a possibilidade de se interessar por Mike. Por mais que os relacionamentos dela sejam o princípio da narrativa, o livro foca principalmente na perseguição psicológica que ela sofre ao escolher um dos dois.

"Como se ele fosse algum tipo de monstro, o bicho-papão dos pesadelos da infância. Sentiu vontade de rir. Como uma coisa tão terrível o fazia se sentir tão bem?" (pág. 216)

Eu estou gostando mais da escrita do autor em livros como esse com personagens mais verossímeis, mas é possível perceber em diversos momentos alguns toques sparkianos (cidades pequenas, mocinhas indefesas, etc). O psicopata da vez possui uma mente tão doentia que fantasia uma relação entre ele e Julie e possui um passado obscuro que só é descoberto no fim do livro.

Ele a persegue psicologicamente, acompanhando seus passos, ligando sem falar nada e tirando fotos de tudo que ela faz. O autor tentou passar a sensação de quem sofre com esse tipo de perseguição. Pois, por mais que ele não estivesse atrás dela em alguns momentos, Julie tinha sempre uma sensação ruim e não se sentia segura nem dentro de sua casa.

Um aspecto que eu gostei na narrativa foi o cachorro Singer, aquele cão que seu ex-marido havia deixado como presente. Ele se tornou um cão enorme, carinhoso e defensor. Com ele ao lado ela tinha um pouco mais de segurança e foi sua melhor companhia durante os anos em que chorou a morte do marido. Como personagens secundários há Henry e Emma, irmão e cunhada de Mike, e Mabel, dona e amiga do salão onde Julie trabalhava.

A narrativa do livro flui rapidamente, com capítulos curtos que alternam entre os personagens. É uma boa leitura, mas no final ficou devendo um pouco da emoção prometida. O casal principal convence, é bonitinho e a história vale a leitura.

Título: O Guardião
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
 Páginas: 344


9 comentários

  1. Adorei a resenha! Nicholas é demais! ;)

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da resenha Aline, e sou fa do Nicholas, realmente esses homens tinham que ler mais os livros dele!!!!
    bjs kk

    ResponderExcluir
  3. Né?kkkkk
    O Mike é mais humano...mas não acredito que tenha um homem tão bondoso assim.

    ResponderExcluir
  4. Eu amo e odeio o Sparks! Amo o romance dos livros, e odeio que ele adora matar alguém rs Muito boa resenha flor ^^

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente, não tenho mais paciência para ler os livros do autor rs É sempre a mesma coisa! Como você disse "os aspectos sparkianos" haha
    Achei a sinopse diferente de tudo que ele já escreveu, mas mesmo assim não me interessei muito :/
    Porém, adorei a resenha!


    Beijos,
    salaodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Muito boa a resenha! Primeira vez que visito o site!

    Estou na metade desse livro e estou adorando! Tenho todos os livros dele e estou achando um melhor do que outro! Vale muito a pena passar horas e horas lendo os romances dele!

    ResponderExcluir
  7. Eu gostei de sua resenha, estava a ponto de fazer o pedido desse livro e resolvi vir atrás de resenhas antes.
    Leio maravilhas sobre os escritos Nicholas Sparks.
    Nunca o li, mas sempre tem uma primeira vez, creio que será de muitas.

    Obrigada.

    ResponderExcluir
  8. amei *-* vou começar a ler *-*

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós! Deixe seu comentário e se houver necessidade responderemos pelo seu e-mail ou aqui mesmo. Obrigada pela visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...